Bases da atual ausência de sentido ético na ciência

Angélica Lyra de Araújo

Resumo


Esta comunicação de pesquisa apresenta uma discussão sobre como e por que a ciência e a ética encontram-se separadas atualmente. Trataremos acerca da formação de uma racionalidade científica que se pretendeu neutra eticamente, e conseqüências socioculturais dessa postura das ciências modernas. Nosso estudo pauta-se nas análises desenvolvidas pela Teoria Crítica sobre razão e modernidade, principalmente no conceito de instrumentalização. Nesta mesma perspectiva, faremos também algumas considerações sobre a questão da ideologia presente nas ciências, isto é, sobre a manipulação das ciências em defesa de interesses econômico-políticos da classe hegemônica. Instrumentalização e uso ideológico serão evidenciados como processos que geraram a ausência de sentido ético nas ciências, tornando-as uma ameaça a todos os seres vivos do planeta, fenômeno que indica a necessidade premente da reflexão ética sobre os poderes e limites das ciências.


Palavras-chave


Ciência; Razão moderna; Instrumentalização; Ideologia; Ética.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2003v8n2p193

Direitos autorais

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

ISSN: 1414-0543

EISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br


Creative Commons License

 

Todos os artigos científicos publicados em mediacoes@uel.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons