Conflitos e contradições nas raízes dos movimentos sociais rurais brasileiros

Emerson Dias

Resumo


A história dos movimentos sociais do campo no Brasil é repleta de ações e reações, de iniciativas organizadas e instintivas, fluxo e refluxo. Este artigo tem como objetivo mapear, até o presente momento, alguns "caminhos históricos" que nortearam os primeiros homens - fossem eles índios, negros, imigrantes ou proletários brancos -a se mobilizarem contra a opressão do capital, do latifúndio e de um Estado que sempre atuou como tutor de uma realidade agrária engessada. A mesma realidade cujas engrenagens enferrujadas vêm sendo movidas à força nas últimas décadas, arrastadas por mobilizações comunitárias que representam um caminho alternativo para a democratização da terra.


Palavras-chave


Movimentos sociais do campo; História do Brasil rural; MST.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2003v8n2p55

Direitos autorais

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

ISSN: 1414-0543

EISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br