David Hume filósofo e historiador

Sara Albieri

Resumo


Dentre todos os grandes filósofos, David Hume tem o raro mérito de acrescentar, à obra propriamente filosófica, um trabalho de historiador igualmente importante. Segundo Hume, a interpretação da história pelos princípios gerais da teoria política não pode guiar-se por considerações éticas ou normativas, procurando julgar os eventos da história em nome do que deve ser, do melhor governo, por exemplo, mas deve limitar-se a explicar o exercício do poder nas diversas épocas, tal como pode ser estabelecido a partir do testemunho das fontes. Só esta perspectiva metodológica permite escapar das interpretações partidárias, que procuram justificar o presente a partir do passado, em vez de interrogá-lo para corroborar a explicação mais adequada.


Palavras-chave


Filosofia e história; Conhecimento histórico; David Hume.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2004v9n2p19

Direitos autorais

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

ISSN: 1414-0543

EISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br