Migrações, saúde e integração social: análise ilustrada pelos portugueses em França

Maria Engrácia Leandro, Victor Manuel Terças Rodrigues

Resumo


As condições de vida dos imigrantes e concretamente dos portugueses em França permitem apreender as inflexões dos seus projetos e o modo como se forja a relação entre a saúde e o processo de integração social. Neste trabalho, partindo desta problemática, propomo-nos analisar três questões cruciais. A primeira estuda os meandros que envolvem a saúde e a doença. A segunda, referindo-se ao corpo do migrante e às respectivas representações, põe em perspectiva um conjunto de interpretações, a este propósito. Enfim, a terceira procura discernir a relação entre a saúde, os efeitos sanitários decorrentes das condições profissionais e sociais em que vivem os portugueses na sociedade francesa e o processo de integração social de que são alvo. A metodologia de trabalho escolhida consiste numa perspectiva dinâmica e compreensiva, baseada em estudos empíricos longitudinais sobre estes temas.


Palavras-chave


Saúde; Imigrante; Trabalho; Corpo; Integração social

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2006v11n2p131

Direitos autorais 2020 Mediações - Revista de Ciências Sociais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International