Representação e imperialismo em Edward Said

Bruno Sciberras de Carvalho

Resumo


Com base na suposição de que a cultura e as identidades envolvem um processo construído politicamente, discute-se a importância das concepções de representação e imperialismo na obra de Edward Said. O artigo analisa duas propostas gerais do autor. Primeiramente, a tese da centralidade da dimensão cultural nas relações políticas, o que acarreta a revisão de postulados que tomam a cultura ou como mero reflexo de um fenômeno tido por essencial ou como esfera isolada das práticas de poder. Em segundo lugar, examina-se como a concepção de imperialismo do autor serve para se notar formas de identificação que mantêm estruturas de autoridade e hegemonia que, não obstante, podem ser desafiadas por processos de resistência. Por fim, debate-se a validez do caráter aberto da teoria política de Said, que supõe tanto o poder das representações quanto uma ação de contestação política.


Palavras-chave


Representação; Imperialismo; Pós-colonialismo; Cultura e Política.

Texto completo:

PDF

Referências


BANETH-NOUAILHETAS, Émilienne. Le postcolonial: histoires des langues.

Hérodote. Revue de Géographie et de Géopolitique, n. 120, 2006.

BHABHA, Homi. The location of culture. Routledge: London, 1994.

BHAMBRA, Gurminder K. Sociology and postcolonialism: another ‘missing’

revolution? Sociology, n. 41, p. 871-884, 2007.

BREUILLY, John. Abordagens do nacionalismo. In: BALAKRISHNAN, Gopal (Org.). Um mapa da questão nacional. Rio de Janeiro: Contraponto, 2000. p. 155-184.

CHATTERJEE, Partha. The nation and its fragments: colonial and postcolonial histories. Princeton: Princeton University Press, 1993.

EDER, Klaus. Identidades coletivas e mobilização de identidades. Revista

Brasileira de Ciências Sociais, v. 18, n. 53, p. 5-18, out. 2003.

FANON, Frantz. Os condenados da terra. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1979.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. São Paulo: Loyola, 2001.

FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade. Curso no Collège de France (1975-1976). São Paulo: Martins Fontes, 2005.

GRAMSCI, Antonio. Maquiavel, a política e o estado moderno. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1976.

HOBSBAWM, Eric. Etnia e nacionalismo na europa de hoje. In: BALAKRISHNAN, Gopal (Org.). Um mapa da questão nacional. Rio de Janeiro: Contraponto, 2000. p. 271-282.

LOOMBA, Ania. Colonialism/postcolonialism. Routledge: London: New York, 2005.

RINESI, Eduardo. Nación y estado en la teoría y en la política. In: VERNIK, Esteban (Comp.). Qué es una nación: la pregunta de renan revisitada. Buenos Aires: Prometeo Libros, 2004. p. 169-179.

SAID, Edward. Cultura e imperialismo. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

SAID, Edward. An interview with Edward W. Said. In: BAYOUMI, M.; RUBIN, A. (Ed.). The Edward Said Reader. New York: Vintage Books, 2000.

SAID, Edward. Power, politics, and culture: interviews with Edward W. Said. New York: Vintage Books, 2002.

SAID, Edward. Representações do intelectual: as conferências Reith de 1993. São Paulo: Cia das Letras, 2005.

SAID, Edward. Humanismo e crítica democrática. São Paulo: Cia das Letras, 2007a.

SAID, Edward. Orientalismo: o oriente como invenção do ocidente. São Paulo: Cia das Letras, 2007b.

SPIVAK, Gayatri C. Can the Subaltern Speak? In: WILLIAMS, Patrick; CHRISMAN, Laura (Ed.). Colonial discourse and post-colonial theory: a reader. New York: Columbia University Press, 1994. p. 66 – 111.

WEDEEN, Lisa. Conceptualizing culture: possibilities for political science.

American Political Science Review, v. 96, n. 4, p. 713-728, Dec. 2002.

WILLIAMS, Raymond. Marxismo e literatura. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2010v15n2p42

Direitos autorais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International