As gramáticas morais da corrupção: aportes para uma sociologia do escândalo

Edmilson Lopes Júnior

Resumo


Como analisar sociologicamente as práticas de corrupção? Quais aportes teóricos podem ser mobilizados para uma apreensão não essencialista dos escândalos de corrupção? Este artigo aborda estas questões combinando os aportes teóricos da sociologia econômica e da sociologia da moral. A ilustração empírica é dada pelo chamado "Escândalo do Mensalão", acontecimento que marcou a vida política brasileira na última década. Por fim, faço indicações para uma análise sociológica relacional das práticas de corrupção no Brasil.


Palavras-chave


Moralidades; Transações; Habilidades; Política; Brasil.

Texto completo:

PDF

Referências


BECKER, Howard S. Outsiders: estudos de sociologia do desvio. Tradução de: Maria Luzia X. de Borges. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.

BOLTANSKY, Luc. Usos fracos e usos intensos do habitus. In: ENCREVÉ; Pierre, et al. Trabalhar com Bourdieu. Tradução de: Karina Jannini. Rio de Janeiro: Betrando do Brasil, 2005, p. 25-37.

BOLTANSKY, Luc; CHIAPELLO, Eve. O novo espírito do capitalismo. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

BOURDIEU, Pierre. A produção da crença: contribuição para uma economia dos bens simbólicos. Porto Alegre: Zouk, 2006.

BOURDIEU, Pierre. Meditações pascalianas. Tradução de: Sérgio Miceli. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

CALDEIRA, Teresa Pires do Rio. Cidade de muros: crime, segregação e cidadania em São Paulo. São Paulo: Ed. 34, 2000.

DE BLIC, Damien; LEMIEUX, Cyril. Le scandale comme épreuve: elements de sociologie pragmatique. Politix, Paris, n. 71, p. 9-38, mai. 2005.

GIDDENS, Anthony. The consequences of modernity. Palo Alto: Stanford

University Press, 1993.

GRANOVETTER, Mark. The social construction of corruption. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2005.

GRUN, Roberto. Guerra cultural e transformações sociais: as eleições presidenciais de 2006 e a “blogsfera”. Sociedade e Estado, Brasília, v. 23, n. 3, p. 621-666, set./ dez. 2008.

GUPTA, Akhil. Narratives of corruption: anthropological and fictional accounts of the Idian state. Ethnography, London, v. 6, n. 1, p. 5-34, Mar. 2005.

OLIVEIRA, Luis R. Cardoso. O material, o simbólico e o contra-intuitivo: uma trajetória reflexiva. Série Antropologia, Brasília, 2008.

POLANYI, Karl. A grande transformação: as origens da nossa época. São Paulo: Campus, 2000.

SOUSA, Jessé. A ralé brasileira: quem é e como vive. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2009.

THÉVENOT, Laurent. Organized complexity: conventions of coordination and the composition of economic arrangements. European Journal of Social Theory, London, n. 3, p. 405-425, 2001.

THOMPSON, John B. La nouvelle visibilité. Réseaux, Lavoisier, n. 129-30, p. 59- 87, 2005




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2010v15n2p126

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International