Apresentação do Dossiê: Materialidades e Agências na América Afro-Latina

Alline Torres Dias da Cruz, Magdalena Sophia Ribeiro de Toledo

Resumo


Este texto se baseia em pesquisas etnográficas sobre as relações de pessoas e coletivos afrodescendentes no Caribe e na América Latina com monumentos, artefatos, performances, ‘obras de arte’, ‘coleções’, alimentos, seres espirituais, ‘naturais’ e paisagens. Discute como, nas socialidades afro-diaspóricas, os processos e práticas de pertencimento ancestral, de recriação e transformação de si, de reparação e libertação lidam com materialidades e agências que estão articuladas a historicidades constituídas por uma miríade de agentes e instituições convencionalmente ditas "modernas". Para isso, debate como, em certas vertentes clássicas e contemporâneas da chamada "antropologia afro-americana", tais articulações reverberadas por uma antropologia do Caribe foram desconsideradas.

Palavras-chave


América Afro-Latina; Materialidades; Agências; Socialidades afro-diaspóricas

Texto completo:

PDF

Referências


BEVILACQUA, Juliana. As esculturas cokwe como respostas às assimetrias civilizacionais. Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material, São Paulo, v. 25, n. 2, p. 117-139, ago. 2017.

CLIFFORD, James. Introduction: partial truths. In: CLIFFORD, James; MARCUS, George (org.). Writing cultures: the poetics and politics of ethnography. California: University of California Press, 1986. p. 1-19.

CLIFFORD, James; MARCUS, George (org.). Writing cultures: the poetics and politics of ethnography. California: University of California Press, 1986.

CRUZ, Alline. A casa e os altares. Etnográfica, Lisboa, v. 24, n. 2, p. 351-370, 2020.

CUNHA, Olivia. Introdução: entre variação e o descontínuo. Etnográfica, Lisboa, v. 24, n. 2, p. 341-349, 2020.

CUNHA, Olivia. Multiple effects: on themes, relations, and Caribbean compositions. Review: A Journal of the Fernand Braudel Center, New York, v. 34, n. 4, p. 391-405, 2011.

DE LA CADENA, Marisol. Earth beings, ecologies of practice across Andean worlds. Durham: Duke University Press, 2015.

ESPÍRITO-SANTO, Diana; BLANES, Ruy. Introduction: on the agency of intangibles. In: ESPÍRITO-SANTO, Diana & BLANES, Ruy (org.). The social life of spirits. Chicago: The University Chicago Press, 2014. p. 1-32.

FABIAN, Johannes. The time and the other. How anthropology makes its object. New York: Columbia University Press, 1983.

FANON, Frantz. Pele negra, máscaras brancas. Salvador: EDUFBA, 2008.

FLUEHR-LOBBAN, Carolyn. Anténor Firmin. Haitian pioneer of anthropology. American Anthropologist, Washington, v. 102, n. 3, p. 449-466, 2000.

GONZALEZ, Lélia. Racismo e sexismo na cultura brasileira. Revista Ciências Sociais Hoje, São Paulo, p. 223-244, 1984.

GONZALEZ, Lélia. Por um feminismo afrolatinoamericano. Isis Internacional, Santiago, v. IX, 1988.

HERSKOVITS, Melville. Life in a Haitian Valley. New York: Anchor Books, 1971.

HERZFELD, Michael. Intimidade cultural: poética social no Estado-Nação. Coimbra: Edições 70, 2005.

HURSTON, Zora Neale. Tell My Horse: Voodoo and Life in Haiti and Jamaica. Harper Perennial Modern Classics, 2008.

HURSTON, Zora Neale. Barracoon: the story of the last “Black Cargo”. New York: HarperCollins Publishers, 2019.

HURSTON, Zora Neale. Mules and Men. Harper Perennial, 1990.

INGOLD, Tim. Estar vivo: ensaios sobre movimento, conhecimento e descrição. Petrópolis: Vozes, 2015.

LATOUR, Bruno. Jamais fomos modernos: ensaios de antropologia simétrica. Rio de Janeiro: Editora 34, 1994.

LIMA, Maria Samara. Doce, suor e lágrimas: trabalho e gênero numa comunidade negra do Caribe Colombiano (San Basílio de Palenque). 2018. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2018.

MINTZ, Sidney. A antropologia da produção da plantation. In: SORJ, B., CARDOSO, F. H.; FONT, M. (org.). Economia e movimentos sociais na América Latina. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisa Social, 2008. p. 127-136.

NASCIMENTO, Abdias do. O genocídio do negro brasileiro: processo de um racismo mascarado. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1978.

OLIVIER DE SARDAN, Jean-Pierre. Occultism and the Ethnographic I: the exoticing magic from Durkheim to postmodern anthropology. Critique of Anthropology, London, v. 12, n. 1, p. 5-25, 1992.

PALMIÉ, Stephan. Wizards and scientists: explorations in Afro-Cuban modernity and tradition. London: Duke University Press, 2002.

PELS, Peter. Introduction: Magic and Modernity. In: MEYER, Birgit; PELS, Peter (org.). Magic and modernity: interfaces of revelation and concealment. Stanford: Stanford University Press, 2003. p. 1-38.

RABELO, Miriam. Enredos, feituras e modos de cuidado: dimensões da vida e da convivência no Candomblé. Salvador: EDUFBA, 2014.

RAMOS, Guerreiro. Introdução crítica à sociologia brasileira. Rio de Janeiro: Editorial Andes Ltda. 1957.

RILES, Annelise. Introduction. In: RILES, Annelise (Org.). Documents: artifacts of modern knowledge. Michigan: University of Michigan Press, 2006, p. 1-38.

ROMBERG, Raquel. Witchcraft and Welfare: Spiritual capital and the business of magic in modern Puerto Rico. Austin: University of Texas Press, 2003.

SANSI, Roger. Fetishes and monuments: Afro-brazilian art and culture in the 20th century. New York: Berghahn Books, 2007.

SANSONE, Lívio. Estados Unidos e Brasil no Gantois: o poder e a origem transnacional dos Estudos Afro-brasileiros. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 27, n. 79, p. 9-225, 2012.

SCOTT, David. Aquele evento, esta memória: notas sobre a antropologia das diásporas africanas no Novo Mundo, Ilha, Florianópolis, v.19, n. 2, p. 277-312, 2017.

SCOTT, David. Modernity that predated the modern: Sidney Mintz’s Caribbean. History Workshop Journal, Oxford, n. 58, p. 191-210, 2004.

STENGERS, Isabelle. A proposição cosmopolítica. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, São Paulo, v. 69, p. 442-464, 2018.

THOMAS, Nicholas. Entangled objects: exchange, material culture, and colonialism in the Pacific. London: Harvard University Press, 1991.

TROUILLOT, Michel Rolph. A região do Caribe: uma fronteira aberta na teoria antropológica”. Afro-Ásia, Salvador, n. 58, p. 197-232, 2018.

TROUILLOT, Michel Rolph. Silenciando o passado: poder e a produção da história. Curitiba: huya, 2016.

TROUILLOT, Michel Rolph. Anthropology and the savage slot: the poetics and politics of otherness. In: TROUILLOT, Michel Rolph. Global transformations: anthropology and the modern world. New York: Palgrave Macmillan, 2003. p. 7-28.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2020v25n3p549

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International