Émile Durkheim e o Estado

Sidnei Ferreira de Vares

Resumo


Este artigo discute o conceito de Estado proposto por Émile Durkheim, bem como suas implicações nos campos das ciências humanas e sociais, considerando o viés sociológico de sua análise. A partir de seus trabalhos mais significativos, visa-se analisar suas contribuições para a consolidação de uma sociologia política e, sobremaneira, para o debate político atual. Para tanto, levanta-se algumas questões importantes acerca de sua definição de Estado, objetivando, a partir das interpretações endossadas pela literatura especializada, confrontá-la com a realidade social que encerra no mundo moderno e contemporâneo. Trata-se, pois, de um trabalho eminentemente bibliográfico, de cunho revisionista, que procura, a partir de um diálogo com fontes primárias e secundárias, mapear o desenvolvimento e maturação deste conceito no interior da obra durkheimiana.

Palavras-chave


Estado; Política; Sociologia política; Corporações profissionais; Sociedade política.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMOND, Gabriel Abraham. Introduction: a functional approach to comparative politics. In: ALMOND, Gabriel Abraham; COLEMAN, James Smoot. (org.). The politics of developing areas. Princeton: Princeton University Press, 1960. p. 3-64.

BELLAMY, Richard. Liberalismo e sociedade moderna. São Paulo: Unesp, 1994.

BIRNBAUM, Pierre. La conception durkheimienne de l´État: l'apolitisme des fonctionnaires. Revue Française de Sociologie, Paris, v. 17, n. 2, p. 247-258, 1976.

DURKHEIM, Émile. A ciência social e a ação. São Paulo: Difel, 1975.

DURKHEIM, Émile. As regras do método sociológico. 3. ed. São Paulo: Martin Fontes, 2007.

DURKHEIM, Émile. Da divisão do trabalho social. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2008a.

DURKHEIM, Émile. Lições de sociologia. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

DURKHEIM, Émile. Montesquieu e Rousseau: pioneiros da sociologia. São Paulo: Madras, 2008b.

DURKHEIM, Émile. O Estado. In: OLIVEIRA, Márcio de; WEISS, Raquel (org.). David Émile Durkheim: a atualidade de um clássico. Curitiba: UFPR, 2011.

DURKHEIM, Émile. O suicídio. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

DURKHEIM, Émile. Socialismo. São Paulo: Edipro, 2016.

FERREIRA, Oliveiros da Silva. Prefácio à edição brasileira. In: DURKHEIM, Émile. Lições de sociologia. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

FOURNIER, Marcel. Émile Durkheim. Paris: Fayard, 2007.

GIDDENS, Anthony. Capitalismo e moderna teoria social. 6. ed. Lisboa: Portugal: Presença, 2005.

GIDDENS, Anthony. Durkheim on politics and the state. London: Cambridge Polity Press, 1986a.

GIDDENS, Anthony. Durkheim. London: Fontana Press, 1986b.

GIDDENS, Anthony. Em defesa da sociologia: ensaios, interpretações e tréplicas. São Paulo: Unesp, 2001.

GIDDENS, Anthony. Política, sociologia e teoria social: encontros com o pensamento social clássico e contemporâneo. São Paulo: Unesp, 1998.

HAWKINS, Mike. Émile Durkheim on democracy and absolutism. History of Political Thought, London, v. 2, n. 2, p. 369-390, 1981.

IANNI, Octavio. A sociologia e o mundo moderno. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

JESSOP, Bob. State power. Cambridge: Polity, 2008.

JOAS, Hans. A sacralidade da pessoa: nova genealogia dos direitos humanos. São Paulo: UNESP, 2012.

JONES, Susan Stedman. O individualismo. In: DURKHEIM, Émile. O individualismo e os intelectuais. São Paulo: EDUSP, 2016. p. 85-94.

LACROIX, Bernard. Durkheim y lo político. Ciudad de México: Fondo de Cultura Económica, 1984.

LUKES, Steven. Émile Durkheim su vida y su obra: estúdio histórico-crítico. Madrid: Siglo XXI, 1984.

MILLER, Willian Watts. O individualismo e os intelectuais de Durkheim. In: DURKHEIM, É. O individualismo e os intelectuais. São Paulo: EDUSP, 2016. p. 123-132.

NISBET, Robert. La formación del pensamiento sociológico. Buenos Aires: Amorrortu, 2003. v. 1-2.

OLIVEIRA, Márcio de. O Estado e a política em Durkheim. In: OLIVEIRA, Márcio de; WEISS, Raquel de Andrade. (org.). David Émile Durkheim: a atualidade de um clássico. Curitiba: UFPR, 2011. p. 103-130.

ORTIZ, Renato. Durkheim: arquiteto e herói fundador. In: ORTIZ, Renato. Ciências sociais e trabalho intelectual. São Paulo: Olho d´Água, 2002. p. 89-112.

PARSONS, Talcott. A estrutura da ação social. Petrópolis: Vozes, 2010. v. 1.

TORRE, Rámon Ramos. La sociología de Dukrheim y la política. In: Émile Durkheim: escritos políticos. Barcelona: Gedisa, 2011. p. 9-46.

WEISS, Raquel de Andrade. A teoria política de Émile Durkheim. BIB, São Paulo, n. 71, p. 45-67, 2011.

WEISS, Raquel de Andrade. Estado, sociedade civil e indivíduo na teoria política de Durkheim. In: MARTINS, Paulo Henrique (org.). Limites da democracia. Recife: UFPE, 2008. p. 245-258.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2020v25n1p94

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International