O Sítio do Picapau Amarelo e a sua divisão social do trabalho

Elisângela da Silva Santos

Resumo


O presente artigo tem como objetivo traçar as relações trabalhistas, sociais e raciais existentes na obra de Monteiro Lobato destinada ao público infantil, intitulada O Sítio do Picapau Amarelo. Partindo da perspectiva de que podemos encontrar no texto elementos do pensamento social brasileiro dos anos 20 e 30 do século XX, momento de composição e divulgação da obra.


Palavras-chave


Literatura infantil; Brasil; Trabalho e sociedade.

Texto completo:

PDF

Referências


CRESPO, Regina. Itinerários intelectuales: Vasconcelos, Lobato y sus proyectos para la nación. México: Centro Coordinador y Difusor de Estudos Latinoamericanos, 2004.

D’ANDREA, Moema Selma. A tradição re(des)coberta: Gilberto Freyre e a literatura regionalista. Campinas: Ed. Unicamp, 1992.

GRAHAM, Sandra Lauderdale. Proteção e obediência: criadas e seus patrões no Rio de Janeiro 1890-1910. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

LAJOLO, Marisa. Negros e Negras e Monteiro Lobato. In: ______. Lendo e escrevendo Lobato. Belo Horizonte: Autêntica, 2001.

LOBATO, Monteiro. Histórias de Tia Nastácia. São Paulo: Brasiliense, 1968.

LOBATO, Monteiro. O poço do Visconde. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1960.

LOBATO, Monteiro. O Saci. São Paulo: Brasiliense, 1971.

LOBATO, Monteiro, Reinações de Narizinho. São Paulo: Brasiliense, 1959.

LOBATO, Monteiro, Serões de Dona Benta. São Paulo: Brasiliense, 1966.

SCHWARZ, Roberto. As idéias fora do lugar. In: ______. Ao vencedor as batatas: forma literária e processo social nos inícios do romance brasileiro. São Paulo: Ed. Duas cidades, 2000. p. 16-17.

SCHWARZ, Roberto. Duas meninas. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2007v12n1p249

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International