Alheamento eleitoral: reflexões sobre o significado de votos em branco, votos nulos e abstenções na teoria política contemporânea

Paola Novaes Ramos

Resumo


 

O presente artigo tem como objetivo analisar o impacto de votos em branco, votos nulos e abstenções sobre a legitimidade das democracias contemporâneas com auxílio do pensamento de alguns autores clássicos da teoria política contemporâneo do final do século XX (especificamente, alguns autores liberais e alguns de seus críticos). Considerando que eleições são centrais e caracterizam boa parte das atuais democracias ocidentais, mesmo que não monopolizem a política como um todo, interessa saber qual é o significado desses fenômenos “não-decisórios” para os atuais sistemas de representação, com foco nas interpretações de Giovanni Sartori, Seymour Lipset, Samuel Huntington, Gabriel Almond e Sidney Verba, de um lado, e Carole Pateman, C. B. Macpherson e Pierre Bourdieu, de outro.


Palavras-chave


Eleições; Democracia; Participação política.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMOND, Gabriel e VERBA, Sidney. The civic culture. Boston: Little, Brown and Company Inc., 1965.

_____. (ed). The civic culture revisited. Sage Publishings, 1989.

AVRITZER, Leonardo. Teoria crítica e teoria democrática: da impossibilidade da democracia ao conceito de esfera pública. Novos Estudos Cebrap, São Paulo, v. 53, p. 161-187, 1999.

_____. Sociedade civil, instituições participativas e representação: da autorização à legitimidade da ação”. Dados, Rio de Janeiro, v. 50, p. 443-464, 2007.

BOBBIO, Norberto, MATTEUCCI, Nicolas e PASQUINO, Gianfranco.(orgs.),

Dicionário de política, volumes 1 e 2, Brasília: Ed. UnB, 1995.

BOURDIEU, Pierre. Distinction: a social critique of the judgement of taste.

Cambridge, Massachusetts, Harvard: University Press, 1984.

BOTTOMORE, Tom. (ed.) Dicionário do pensamento marxista. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1988.

BRETTON, Philippe. A incompetência democrática. São Paulo: Edições Loyola, 2006.

CHISHOLM, Robert. A ética feroz de Nicolau Maquiavel. In: QUIRINO, Célia Galvão; VOUGA; Claudio e BRANDÃO, Gido Marçal (orgs.). Clássicos do pensamento político moderno. São Paulo: Edusp, 1998.

COHN, Gabriel. Crítica e resignação: fundamentos da sociologia de Max Weber. São Paulo: T. A. Queiroz Editor, 1979.

COSTA PORTO, Walter. Dicionário do voto. Brasília: Ed. UnB, 2000.

CROZIER, Michel; HUNTINGTON, Samuel e WATANUKI, Joji. The crisis of

democracy. New York: Columbia University Press, 1975.

DAHL, Robert. Poliarquia. São Paulo: Edusp, 1997.

DURKHEIM, Émile. O suicídio. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

ELIASOPH, Nina. Avoiding politics: how Americans produce apathy in everyday life. Cambridge, Massachusetts: Cambridge University Press, 1998.

FINLEY, Moses I. Democracy ancient and modern. Piscataway, New Jersey: Rutgers University Press, 1985.

FLATHMAN, Richard E. Legitimacy. In: GOODIN, Robert e PETTIT, Philip. (eds.) A companion to contemporary political philosophy. Cambridge, Massachusetts: Blackwell Publishers, 1996.

GUTMANN, Amy. Democracy. In: GOODIN, Robert e PETTIT, Philip. (eds.) A companion to contemporary political philosophy. Cambridge, Massachusetts: Blackwell Publishers, 1996.

HIRSCHMAN, Albert O. De consumidor a cidadão: atividade privada e participação na vida pública. São Paulo: Brasiliense, 1983.

LEVI, Lucciano. Verbete “Legitimidade”. In: BOBBIO, Norberto, MATTEUCCI, Nicolas e PASQUINO, Gianfranco.(orgs.), Dicionário de política, volumes 1 e 2, Brasília: Ed. UnB, 1995.

LIPSET, Seymour Martin. Political man: the social basis of politics. Garden City, New York: Doubleday & Company, Inc, 1960.

LUHMANN, Niklas. Legitimação pelo procedimento. Brasília: Ed. UnB, 1980.

MACPHERSON, Crawford B. A democracia liberal: origens e evolução. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1978.

MERQUIOR, José Guilherme. Rousseau e Weber: dois estudos sobre a teoria da legitimidade. Rio de Janeiro: ed. Guanabara, 1990.

MIGUEL, Luis Felipe. Um ponto cego nas teorias de democracia: os meios de comunicação. Revista BIB (ANPOCS), número 49, pp. 51-78, Rio de Janeiro, Relume-Dumará, 1º semestre de 2000.

MOUFFE, Chantal. On the political. Nova York: Routledge, 2005.

_____. O regresso do político. Lisboa: Gradiva, 1992.

PATEMAN, Carole. Participação e teoria democrática. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

PIZZORNO, Alessandro. Introdución al estudio de la participación política. In: PIZZORNO, Alessandro; KAPLAN, Marcos e CASTELLS, Manuel. Participacion y cambio social en la problematica contemporânea. Buenos Aires: Siap-Planteos, 1975.

POWER, Timothy e GARNAND, James C. Determinants of invalid voting in Latin America. www.sciencedirect.com, janeiro, 2007.

PUTNAM, Robert D. Comunidade e democracia:a experiência da Itália moderna. Rio de Janeiro: FGV, 1997.

RANIERI, Jesus. A câmara escura, São Paulo, Boitempo, 2001.

REIS, Fábio Wanderley. Política e racionalidade: problemas de teoria e método de uma sociologia crítica da política. Belo Horizonte: UFMG/PROED/RBEP, 1984.

SANTOS, Wanderley Guilherme. A lógica-dual da ação coletiva. Dados, Rio de Janeiro, v. 32, n. 1, 1989.

_____. Paradoxos do Voto. Revista Brasileira de Ciências Sociais, n. 20, 1992.

_____. Poliarquia em 3-D: notas para uma revisão teórica. Dados, Rio de

Janeiro, v. 41, n. 2, 1998.

SARTORI, Giovanni. A teoria da democracia revisitada, volume 1, São Paulo: Ed. Ática, 1987.

SCHUMPETER, Joseph A. Capitalism, socialism and democracy. New York:

Harper Collins Publishers, 2002.

SCOTT, James C. Weapons of the weak: everyday forms of peasant resistance. London: Yale University Press, 1987.

SOUZA, Jessé. (org.) A atualidade de Max Weber. Brasília: Ed. UnB, 2000.

TOCQUEVILLE, Alexis. A democracia na América. Belo Horizonte: Itatiaia, 1987.

WEBER, Max. Conceitos básicos de sociologia, São Paulo: Editora Moraes, 1989.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2009v14n1p170

Direitos autorais 2020 Mediações - Revista de Ciências Sociais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International