Recrutamento político no PT e no PFL paranaenses nas eleições de 2006: sugestões de pesquisa

Renato Monseff Perissinotto, Bruno Bolognesi

Resumo


O objetivo deste artigo é, num primeiro momento, analisar os estatutos de dois partidos situados em pólos opostos do espectro ideológico, quais sejam, o PT e o PFL (atual Democratas). Com relação a este ponto, nosso objetivo é avaliar o grau de inclusividade que cada um dos referidos partidos prevê no processo de formação de suas listas de candidatos. Num segundo momento, pretendemos analisar os perfis dos candidatos à Assembléia Legislativa e à Câmara dos Deputados dos dois partidos e, por fim, ver em que medida tais perfis se relacionam às regras formais de recrutamento previstas nos estatutos partidários. A hipótese é que o processo formal exerce influência de alguma forma no recrutamento de candidatos e que a oposição ideológica sirva como um aparato explicativo das diferenças entre o recrutamento nos dois partidos.


Palavras-chave


Recrutamento político; Partido dos Trabalhadores (Paraná); Partido da Frente Liberal (Paraná).

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2009v14n1p143

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

ISSN: 1414-0543

EISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br