Sinfonia a muitas mãos: esboço etnográfico de um projeto científico e as vicissitudes das políticas de avaliação

Lady Selma Ferreira Albernaz

Resumo


Este artigo descreve o processo de elaboração de um projeto para submissão ao Programa Nacional de Cooperação Acadêmica (PROCAD) da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Sua finalidade é discutir se os resultados das políticas interinstitucionais fortalecem ou não as instituições periféricas, conforme preconizado nos seus objetivos. Tal discussão passa pela análise das atuais políticas de avaliação tanto dos Programas de Pós-Graduação como do corpo docente a estes vinculados, cujo efeito parece ser a substituição do princípio da cooperação acadêmica pelo da competição entre pares. O texto originou-se da participação no Seminário Interinstitucional Ciência e Saberes na Amazônia (UFPE, 2005), na mesa redonda Políticas Interinstitucionais de Pesquisa e Formação.


Palavras-chave


Política interinstitucional; Avaliação universitária; Pós-graduação.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERNAZ, Lady Selma F. Etnografia Sucinta de um Projeto Científico ou das Lições de Política Inter-Institucional. In: NORONHA, Nelson Matos de; ATHIAS, Renato. (Org.). Ciências e Saberes na Amazônia - Indivíduos, Coletividades, Gênero e Etnias. 1 ed. Recife: EDUFPE, 2008. p. 211-224

ANDRADE, Maristela de Paula. Estratégias para contornar as classificações oficiais, pesquisar e formar na “periferia”. In: NORONHA, Nelson Matos de; ATHIAS, Renato. (Org.). Ciências e Saberes na Amazônia - Indivíduos, Coletividades, Gênero e Etnias. 1 ed. Recife: EDUFPE, 2008. p. 187-195.

CARPINTEIRO, Otávio A. S. Bolsa de Produtividade: Qual o melhor corredor - o que corre 100 metros em 10 segundos ou o que corre em 20 segundos? Disponível em: http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=54272. Visitado em 23/03/2009

CARPINTEIRO, Otávio A. S. A quem se dirige o Edital Universal 2008? Disponível em: http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=57672. Visitado em 23/03/2009.

CAVALCANTI, Josefa Salete. Desenvolvimento e políticas de pesquisa e formação. In: NORONHA, Nelson Matos de; ATHIAS, Renato. (Org.). Ciências e Saberes na Amazônia - Indivíduos, Coletividades, Gênero e Etnias. 1 ed. Recife: EDUFPE, 2008. p. 197-209.

FONSECA, Cláudia. Avaliação dos programas de pós-graduação: do ponto de vista de um nativo. Horizontes Antropológicos, ano 4, n. 8, junho de 1998. p. 182-198.

NORONHA, Nelson Matos de; ATHIAS, Renato. Introdução. In: NORONHA, Nelson Matos de; ATHIAS, Renato. (Org.). Ciências e Saberes na Amazônia - Indivíduos, Coletividades, Gênero e Etnias. 1 ed. Recife: EDUFPE, 2008. p. 7-12.

RODRIGUES, Luiz Oswaldo Carneiro. Publicar mais, ou melhor? O tamanduá olímpico. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. 29 (1), 2007. p. 35-48.

SCHWARTZMAN, Simon. A universidade segundo Schwartzman. Entrevista. Jornal da Unicamp. Edição 356, 23 de abril a 6 de Maio de 2007.

STOCKING Jr, George W. Antropologia em Chicago: a fundação de um departamento independente – 1923-1929. In: Peixoto, Pontes e Schwarcz (orgs.). Antropologias, Histórias, Experiências. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2004. p. 15-59.

THOMPSON, Edward Palmer. O termo ausente: experiência. In: A miséria da teoria: ou um planetário de erros. Rio de janeiro: Zahar Editores, 1981. p. 180-201.

VIEIRA, Wilson José. A casta dos superbacharéis. Correio Braziliense. Opinião. 07/02/2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2009v14n1p125

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International