Corrupção e morte da política: análise de uma patologia social

Orlando Lyra de Carvalho Jr.

Resumo


A partir do conceito moderno de corrupção política, que define esse fenômeno como sendo a utilização indevida do poder público para ganhos privados, o artigo aborda a transformação conceitual que a noção de corrupção sofreu desde a Antigüidade Clássica. Por meio de uma análise foucauldiana de aspectos centrais do processo histórico-político, que tornou possível a transposição do termo interesse do campo meramente econômico para formas e noções centrais da organização política contemporânea, chega-se à conclusão que, se aplicado ao pé da letra, o conceito moderno de corrupção representaria a morte da política e o caminho mais seguro para o totalitarismo.


Palavras-chave


Corrupção; Interesse; Foucault; Biopolítica; Lei; Disciplina.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2007v12n2p154

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

ISSN: 1414-0543

EISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br