Repensar as relações sociais de sexo, classe e “raça” na globalização neoliberal

Jules Falquet

Resumo


A autora procura demonstrar como funciona a co-formação das relações de poder (relações sociais de sexo, de “raça” e de classe), a partir da análise da re-organização da divisão do trabalho e, mais particularmente, do “trabalho considerado feminino”, uma e outra provocadas pela globalização neoliberal e que, ao mesmo tempo, modificam aquelas relações.


Palavras-chave


Feminismo; Globalização; Relações de Poder.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2008v13n1%2F2p121

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

ISSN: 1414-0543

EISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br