Reflexões sobre violência e deslocamentos de povos indígenas na Amazônia

Katiane Silva

Resumo


A partir de relatos de indígenas Cocama e de documentos consultados na Prelazia de Tefé, discuto algumas experiências de deslocamentos e violações dos direitos indígenas e não indígenas na região do Alto Rio Solimões no início do século XX. Tal contexto é marcado por intensa exploração da força de trabalho de povos indígenas e não indígenas e de recursos naturais, configurado pela situação de seringal, sistema de aviamento e patronagem; bem como por disputas territoriais, como o episódio da “Questão de Letícia”, que teve consequências trágicas para os indígenas que viviam na tríplice fronteira – Brasil, Peru e Colômbia.

Palavras-chave


Povos indígenas, violência, deslocamentos.

Texto completo:

PDF

Referências


AMAZONAS, Lourenço da Silva Araújo e. Diccionario topographico, historico, descriptivo da Comarca do Alto Amazonas. Recife: Typographia Comercial de Meira Henriques, 1852.

ALMEIDA, Mauro W. B. de. Redescobrindo a família rural. In: Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, n. 1, 1986, p. 66-83.

ALMEIDA, Maria Regina Celestino de. Metamorfoses Indígenas- identidade e culturas nas aldeias coloniais do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, Arquivo Nacional, 2003.

BATISTA, Djalma. O complexo da Amazônia: análise do processo de desenvolvimento. Rio de Janeiro: Conquista, 1976.

BELTRÃO, Jane F.; LOPES, Rhuan Carlos dos S. Diásporas, homogeneidade e pertenças entre os Tembé Tenetehara de Santa Maria. Aceno. Revista de Antropologia do Centro-Oeste. v. 1, n.1, 2014.

BLOK, Anton. Honour and violence. Cambridge: Polity Press, 2001.

BROWN, C. Barrington. Relatórios sobre o Rio Jutahy. Revista da Sociedade de Geografia do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, t. II, p. 81-89, 1886.

CABRAL, Ana Suelly. Contact-induced language change in the Western Amazon: the non-genetic origin of the Kokama language. Tese (Doutorado). Pittsburg: University of Pittsburg, 1995.

CARDOSO DE OLIVEIRA, Roberto. O índio e o mundo dos brancos. Campinas: Editora Unicamp, 1996.

FABRE, Alain. Diccionario etnolingüístico y guía bibliográfica de los pueblos indígenas sudamericanos, 2005.

FAULHABER, Priscila. O lagos dos espelhos: etnografia do saber sobre a fronteira em Tefé/Amazonas. Belém: Museu Paraense Emílio Goeldi, 1998.

FAULHABER, Priscila.. Introdução. In: FAULHABER, P.; MONSERRAT, R. (Org). Tastevin e a etnologia indígena: coletânea de textos traduzidos em Tefé (AM). Rio de Janeiro: Museu do Índio, 2008.

FREITAS, Marcos Antônio Braga de. O povo Kokáma: um caso de reafirmação de identidade étnica. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-graduação em Natureza e Cultura na Amazônia. Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2002.

GOW, Peter. Ex-Cocama: identidades em transformação na Amazônia Peruana. Mana. 9(1):57-79, 2003.

HIGUCHI, M. I. G; TOLEDO, R. F., RIBEIRO, M. N. L.; SILVA, K. Vida Social da Resex do Auati-Paraná – Fonte Boa-Am. Relatório Técnico, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), Manaus, 2008.

IGLESIAS, Marcelo Piedrafita. Os Kaxinawá de Felizardo: correrias, trabalho e civilização no Alto Juruá. Brasília: Paralelo 15, 2010.

MARCOY, Paul. Voyage à travers l’Amérique du Sud de l’Océan Pacifique à l’Océan Atlantique. Illustré de 626 vues, types et paysages par E. Riou et accompagné de 20 cartes gravées sur les dessins de l’auteurs. Tome Deuxième. Paris: Libraire de L. Hachette,1869.

MARIN, Rosa A. Aviamento. In: MOTTA, Márcia (org.). Dicionário da Terra. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

NAVIA, G. Conozcamos la Selva Amazonica. Bogota: Fundacion Ed. Mazayaki, 1994.

NIMUENDAJU, Curt. The Tukuna. University of California Publications in American Archaeology and Ethnology, Berkeley and Los Angeles: University of California Press, 1952. Disp. Em: http://www.etnolinguistica.org/biblio:nimuendaju-1952-tukuna.

OLIVEIRA FILHO, João Pacheco de. O caboclo e o brabo. Notas sobre duas modalidades de força-de-trabalho na expansão da fronteira Amazônica no século. In: SILVEIRA, E. (Org.). Encontros com a civilização brasileira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1979. p. 101-140.

OLIVEIRA, João Pacheco de. Regime tutelar e faccionalismo. Política e religião em uma reserva Ticuna. Manaus: UEA Edições, 2015.

PANTOJA, Mariana Ciavatta. Os Milton: cem anos de história nos seringais. 2. ed. Rio Branco, AC: EDUFAC, 2008.

PETESCH, Nathalie. Los Cocama nacen en el Peru. Migraciones y problemas de identidad entre los Cocama del río Amazonas. Anthropologica, ano XXI, n. 21, p. 99- 116, 2003. Disponível em: http://revistas.pucp.edu.pe/index.php/anthropologica/article/view/764 . Acesso em: 15/02/2012.

RAMALHO, Ana Luiza Melgaço. Construção da agrobiodiversidade kokama, comunidade São Gabriel, Alto Solimões, Amazonas. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2008.

RAMOS, Alcida Rita. O Índio Hiper-real. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 28, junho de 1995. Disp. em: http://www.anpocs.org.br/portal/publicacoes/rbcs_00_28/rbcs28_01.htm .

REIS, Arthur Cezar F. O seringal e o seringueiro. Rio de Janeiro: Ministério da Agricultura. Serviço de Informação Agrícola, 1953.

RIBEIRO, Darcy; WISE, Mary Ruth. Los grupos étnicos de la amazonía peruana. Comunidades y Culturas Peruanas. Lima: Ministerio de Educación and Instituto Lingüístico de Verano, 1978. Disponível: http://www.sil.org/americas/peru/show_work.asp?id=16424 .

SANTOS, Roberto Araújo de Oliveira. História econômica da Amazônia: 1800-1920. São Paulo: T. A. Queiroz Editor Ltda., 1980. (Biblioteca Básica de Ciências Sociais, Série I – Estudos Brasileiros, v. 3.)

SANTOS, Rafael Barbi C. ‘Direito’: posse e maestria entre os Cocama da foz do Jutaí/AM. In: Anais da 29a Reunião Brasileira de Antropologia, Natal, 2014.

SANTOS GRANERO, Fernando; BARCLAY, Frederica. La frontera domesticada. Historia económica y social de Loreto, 1850-2000. Lima: Fondo Editorial de la Pontificia Universidad Católica del Peru, 2002.

SILVA, Katiane. Muito além do conflito. Política, patronagem, ambientalismo e resistência indígena no Auati-Paraná, Alto Solimões, Amazonas. In: LACERDA,

Paula (org). Mobilização social na Amazônia: a ‘luta’ por justiça e por educação. Rio de Janeiro: E-Papers, 2014.

SILVA, Katiane. Parente é serpente. Ambientalismo, Conflitos Sociais e Uso de Recursos Naturais no Auati-Paraná, Amazonas. Tese de Doutorado. Rio de Janeiro: UFRJ/ Museu Nacional/PPGAS, 2015.

STOCKS, Anthony Wayne. The invisible indians: a history and analysis of the relations of the Cocamilla indians of Loreto, Peru. Tese de doutorado. University of Florida, 1978.

SOUZA, Antônio Klinger da S. Comércio, acumulação e poder: a empresa J. G. Araújo & Cia LTDA em Boa Vista do Rio Branco. Dissertação de Mestrado. Programa de PósGraduação em Sociedade e Cultura na Amazônia. Manaus: Universidade Federal do Amazonas, 2011.

TASTEVIN, Constant. A embocadura do Japurá e o Piorini. In: FAULHABER, Priscila e MONSERRAT, Ruth. (orgs.). Tastevin e a etnografia indígena. Coletânea de traduções de textos produzidos em Tefé (AM). Séries Monografias. Rio de Janeiro: Museu do Índio, 2008a, p.39-55.

TASTEVIN, Constant. A região do Solimões ou Médio-Amazonas. In: FAULHABER, Priscila e MONSERRAT, Ruth. (orgs.). Tastevin e a etnografia indígena. Coletânea de traduções de textos produzidos em Tefé (AM). Séries Monografias. Rio de Janeiro: Museu do Índio, 2008b, p.13-38.

TASTETIN, Constant. O maravilhoso desenvolvimento da agricultura, sempre “pré-colombiana” dos índios insubmissos da Amazônia brasileira. In:

FAULHABER, Priscila e MONSERRAT, Ruth. (orgs.). Tastevin e a etnografia indígena. Coletânea de traduções de textos produzidos em Tefé (AM). Séries Monografias. Rio de Janeiro: Museu do Índio, 2008c, p.101-110.

TAUSSIG, Michael. Xamanismo, colonialismo e o homem selvagem: um estudo sobre o terror e a cura. São Paulo. Paz e Terra: 1993.

TEIXEIRA, Carlos C. Servidão humana na selva: o aviamento e o barracão nos seringais da Amazônia. Manaus: editora Valer, EDUA, 2009.

TESSMAN, Günter. Cocama. In: Los Indígenas Del Perú Nororiental: Investigaciones Fundamentales para un Estudio Sistemático de la Cultura. Ediciones Abya-Yala, 1999.

URIBE MOSQUERA, Tomás. Caucho, explotación y guerra: configuración de las fronteras nacionales y expoliación indígena en Amazonía. Memoria y sociedade 17, no. 34 (2013): 34-48.

VICTER, Rogerio S. Carisma e rotina na sucessão de uma liderança religiosa: a participação dos índios Cocama na renovação da Irmandade da Santa Cruz. Dissertação de Mestrado. Rio de Janeiro: PPGAS/MN/UFRJ, 1992.

WASSERSTROM, Robert. “Yo fuí vendida”: Reconsidering Peonage and Genocide in Western Amazonia. Advances in Anthropology, 7, 35-54. Disponível em: https:// doi.org/10.4236/aa.2017.72004. Acesso em 12 de maio de 2017.

WOLFF, Cristina Scheibe. Mulheres da floresta: uma história. Alto Juruá, Acre (1890- 1945). São Paulo: Hucitec, 1999.

ZAMBRANO ESCOVAR, Marta. Trabajadores, villanos y amantes: encuentros entre indígenas y españoles em la ciudad letrada. Santa Fé de Bogotá (1550-1650). Bogotá: Instituto Colombiano de Antropología e História, 2008.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2017v22n2p277

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International