O Movimento Estudantil de 1968 e as Ciências Sociais

Lincoln de Abreu Penna

Resumo


Este artigo analisa o Movimento Estudantil entre os anos de 1964 e 1968, período em que os estudantes se constituíram em reduto de resistência à ditadura militar. Examina também o impacto e os desdobramentos que tais manifestações ocorridas dentro e fora das universidades provocaram especificamente na área de ciências sociais. Trata-se de uma análise na qual o autor presta um depoimento, uma vez que, à época, militou duplamente, na condição de estudante e presidente de entidade estudantil e de professor de sociologia em início de carreira.


Palavras-chave


Movimento Estudantil; Ciências Sociais; Ditadura.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2008v13n1%2F2p54

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

ISSN: 1414-0543

EISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br