Apresentação

Comissão Editorial

Resumo


Os arranjos internacionais recentes reconfiguraram a relação entre o cruzamento de fronteiras e a permanência dos imigrantes nas sociedades de acolhimento. Além disso, novas questões como o transnacionalismo, o multiculturalismo, as identidades étnicas e as estratégias dos imigrantes nas sociedades de destino colocam à prova os tradicionais processos de integração. À l’evidence, migrar tornou-se um ato político. Hoje, variáveis como o gênero e as práticas corporais, além da atuação de organismos supranacionais, entram em choque com as políticas migratórias austeras e restritivas que ressurgem em diversos países do mundo. Em consequência, cada pesquisa que se realiza parece trazer também uma denúncia (social e política) de um mundo que se estranha, justamente quando o deslocamento é mais simples e os contatos mais frequentes. O dossiê “Migrações internacionais contemporâneas”, publicado neste número 1 do volume 22 de Mediações, buscou assim retratar parte dessas inúmeras pesquisas, conceituais e empíricas, registradas atualmente.

Texto completo:

PDF


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International