O susto e a ordem: o barroco como ferramenta de análise da formação do Brasil

Wallace Faustino da Rocha Rodrigues

Resumo


Expondo a relevância do Barroco enquanto possibilidade de interpretação do Brasil, toma-se como pressuposto as dúvidas lançadas pelo mundo moderno à constituição do sujeito ibérico e, igualmente, português. Desse modo, diante dos questionamentos promovidos à sua cosmologia, de tradição tomista, e da derrota deste projeto, tal como formulado por Richard Morse, pretende-se observar como esses elementos se enveredam na colonização do Brasil. A nova terra, contudo, leva às últimas consequências seus questionamentos, restando apenas o Barroco enquanto alternativa para a construção de algum sentido para sua vida e, consequentemente, a construção de um novo povo.

Palavras-chave


Barroco; Brasil; Colonização; Sociedade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2016v21n2p71

Direitos autorais 2020 Mediações - Revista de Ciências Sociais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International