Conectadas: experiência de subalternidade e ajuda-mútua feminina online entre mulheres de classes populares

Lara Rodrigues Facioli, Richard Miskolci

Resumo


O objetivo deste texto é analisar a ressignificação da experiência de subalternidade tal qual experenciada por mulheres das classes populares que se relacionam em rede por meio das mídias digitais. Observamos o uso das mídias digitais que aponta para novas formas de subjetivação e que interseccionam, principalmente, diferenças de classe e gênero. Para isso realizamos pesquisa etnográfica mediada e multisituada tanto em plataformas e aplicativos constituidores das redes sociais como o Facebook, o site Bolsa de Mulher, grupos criados via whatsapp; como em ambientes off-line que compõem o cotidiano de sujeitos, no caso, a Baixada Fluminense e a região pobre da Zona Oeste do Rio de Janeiro.


Palavras-chave


Mídias digitais; Classe social; Gênero; Horizontes de aspiração.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2015v20n2p129

Direitos autorais 2015 Mediações - Revista de Ciências Sociais

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

ISSN: 1414-0543

EISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br


Creative Commons License

 

Todos os artigos científicos publicados em mediacoes@uel.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons