Um Brasil em dois tempos: do sertão euclidiano revisto por Glauber à Central do Brasil

Eliska Altmann

Resumo


Da idéia de que uma nação pode ser imaginada tanto através da literatura quanto do cinema, o presente artigo analisa símbolos e discursos constituidores de um espaço identitário brasileiro através da interlocução entre elementos constitutivos de ambas as artes e concepções teóricas do pensamento social e da atualidade.


Palavras-chave


Cinema; Literatura e identidade nacional

Texto completo:

PDF

Referências


Canclini, Néstor Garcia. “Ciudades y ciudadanos imaginados por los médios”. Perfiles Latinoamericanos – Revista de la Sede Académica de México de la Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales. ano 5, n. 9, México, dez., 1996. p. 13.

Xavier, Ismail. O cinema brasileiro moderno. São Paulo: Paz e Terra, 2001. p. 63.

Lyotard, Jean-François. A condição pós-moderna. José Olympio, Rio de Janeiro, 2000.

Harvey, David. Condição pós-moderna. Ed. Loyola, São Paulo, 1998.

Bauman, Zygmunt. O mal-estar da pósmodernidade. Jorge Zahar Ed., Rio de Janeiro, 1998.

Jameson, Fredric. Pós-modernismo: a lógica cultural do capitalismo tardio. Ática, São Paulo, 1996.

Cunha, Euclides da. Os sertões. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, S/D.

Bentes, Ivana (org.). Cartas ao mundo. São Paulo: Companhia das Letras, 1997. p. 28.

Ortiz, Renato. Cultura brasileira e identidade nacional. São Paulo: Brasiliense, 1985. p. 61.

Franco, Maria Sylvia de Carvalho. Homens livres na ordem escravocrata. São Paulo: Ed. Ática, 1974.

Holanda, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

Elias, Norbert. O processo civilizador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1993.

Giddens, Anthony. As conseqüências da modernidade. São Paulo: Editora UNESP, 1991.

Vianna, Oliveira. Populações meridionais do Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio, 1952.

Rocha, Glauber. “A Estética da Fome” in Revista Civilização Brasileira, ano 1, n. 3, 1965. p. 165.

Kumar, Krishan. Da sociedade pós-industrial à pós-moderna – novas teorias sobre o mundo contemporâneo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed, 1996. p. 186.

Turner, Bryan S. “Postmodern culture/modern citizens” in Steenbergen, Bart van (ed.) The condition of citzenship. London: Sage, 1994.

Castells, Manuel. O poder da identidade. Vol. II. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000. p. 46-7.

Reis, Elisa Pereira. Processos e escolhas: estudos de sociologia política. Rio de Janeiro: Contra Capa, 1998. p. 85.

Vianna, Luiz Werneck. A revolução passiva: iberismo e americanismo no Brasil. Rio de Janeiro: Revan, 2004. p. 47.

Martín-Barbero, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2003. p. 229.

Domingues, José Maurício. Do Ocidente à modernidade – intelectuais e mudança social. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2005v10n1p59

Direitos autorais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International