O diagnóstico de Deficiência Androgênica do Envelhecimento Masculino e os (des)caminhos do desejo sexual masculino

Lucas Tramontano, Jane Araujo Russo

Resumo


Este artigo visa discutir o diagnóstico de Deficiência Androgênica do Envelhecimento Masculino (DAEM) e as controvérsias e disputas que o acompanham, à luz da remedicalização da sexualidade. A análise parte de entrevistas realizadas com médicos urologistas e endocrinologistas, e as diferentes abordagens entre essas especialidades elucidam concepções divergentes de corpo e sexualidade presentes no pensamento biomédico, e a disputa por hegemonia no campo científico. Através da comparação entre os significados atribuídos à DAEM e a outra disfunção sexual masculina, a bem-sucedida Disfunção Erétil (DE), pretendemos refletir sobre as dificuldades inerentes à redução biológica da sexualidade e a reiteração de normas de gênero no discurso médico sobre o corpo e a sexualidade masculinos.

Palavras-chave


DAEM; Andropausa; Medicalização; Sexualidade Masculina.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2015v20n1p174

Direitos autorais 2020 Mediações - Revista de Ciências Sociais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International