Os Circuitos de Trabalho Indígena: Possibilidades e Desafios Para Acadêmicos e Profissionais Kaingang na Gestão das Políticas Públicas

Wagner Roberto do Amaral, Michelle Aparecida Rodrigues, Jenifer Araujo Barroso Bilar

Resumo


A atuação de profissionais indígenas formados pelas universidades públicas brasileiras é um fenômeno recente, sendo o Paraná, desde 2002, pioneiro na implementação de ações dessa natureza. Resultado de pesquisas realizadas, esse trabalho intenciona refletir sobre as trajetórias dos acadêmicos indígenas e a emergência de profissionais Kaingang na constituição de novos circuitos de trabalho, voltados à gestão de políticas sociais. Essas trajetórias evidenciam o duplo pertencimento desses sujeitos e a assunção das contradições envoltas nesse processo.


Palavras-chave


Educação superior indígena; Políticas afirmativas; Povos indígenas; Profissionais Kaingang.

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, Wagner R. As trajetórias dos estudantes indígenas nas Universidades

Estaduais do Paraná: sujeitos e pertencimentos. Tese (Doutorado em Educação)

– Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2010.

BARTH, Frederik. Grupos étnicos e suas fronteiras. Bergen, Oslo:

Universitetsforlagets, 1969. In: POUTIGNAT, Philippe.; STREIFF-FENART, Jocelyne.

Teorias da etnicidade: seguido de grupos étnicos e suas fronteiras de Fredrik

Barth. São Paulo: Ed. UNESP, 1998. p. 185-228.

CAPELO, Maria Regina C.; TOMMASINO, Kimiye. Conflitos e dilemas da juventude

indígena no Paraná: escolarização e trabalho como acesso à modernidade.

Cadernos CERU, São Paulo, n. 15, 2004.

FARIA, José Henrique de. Economia política do poder. Curitiba: Juruá, 2007. v. 1.

FERNANDES, Ricardo C. Política e parentesco entre os Kaingang: uma análise

etnológica. 2003. Tese (Doutorado em Antropologia Social) – Universidade de São

Paulo, São Paulo, 2003.

IBGE. Censo 2010: população indígena é de 896,9 mil, tem 305 etnias e fala

idiomas. Disponível em: . Acesso em: 27 out. 2014.

LIMA, Antonio C. de Souza. Estado e povos indígenas no Brasil: bases para uma

nova política indigenista, Rio de Janeiro: Contra Capa Livraria/LACED, 2002.

LUCIANO, Gersem dos Santos. O índio brasileiro: o que você precisa saber sobre

os povos indígenas no Brasil de hoje. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria

de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. LACED/ Museu Nacional,

MOTA, Lucio Tadeu. Os índios Kaingang e seus territórios nos campos do Brasil

meridional na metade do século XIX. In: MOTTA, Lucio Tadeu; NOELLI, Francisco

S.; TOMMASINO, Kimiye. (Org.). Uri e Wãxi: estudos interdisciplinares dos

Kaingang. Londrina: UEL, 2000.

OLIVEIRA, João Pacheco; FREIRE, Carlos A. R. A presença indígena na formação

do Brasil. Brasília: MEC/SECAD; LACED/ Museu Nacional, 2006.

PAULINO, Marcos M. Povos indígenas e ações afirmativas: o caso do Paraná.

Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio de

Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

PERES, Sidnei C. Ação afirmativa e direitos culturais diferenciados: as demandas

indígenas pelo ensino superior. In: LIMA, A. C. S.; BARROSO-HOFFMANN, Maria

(Org.). Desafios para uma educação superior para os povos indígenas no

Brasil: políticas públicas de ação afirmativa e direitos culturais diferenciados.

Rio de Janeiro: Museu Nacional/LACED, 2007.

TOMMASINO, Kimiye. Território e territorialidade Kaingang: resistência cultural e

historicidade de um grupo Jê. In: MOTTA, Lucio Tadeu; NOELLI, Francisco S.;

TOMMASINO, Kimiye. (Org.). Uri e Wãxi: estudos interdisciplinares dos

Kaingang. Londrina: UEL, 2000.

TOMMASINO, Kimiye. A história dos Kaingang da bacia do Tibagi: uma

sociedade Jê meridional em movimento. 1995. Tese (Doutorado em

Antropologia Social) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 1995.

TOMMASINO, Kimiye; FERNANDES, Ricardo C. Kaingang. In: INSTITUTO

SOCIOAMBIENTAL - ISA. Povos indígenas no Brasil. 2001. Disponível

em:. Acesso em: 28 nov.

VEIGA, Juracilda. Organização social e cosmovisão Kaingang: uma introdução

ao parentesco, casamento e nominação em uma sociedade Jê meridional.

Dissertação (Mestrado em Antropologia) – Universidade de Campinas,

Campinas, 1994.

VEIGA, Juracilda. Cosmologia e práticas rituais Kaingang. Tese (Doutorado em

Antropologia) – Universidade de Campinas, Campinas, 2000.

VEIGA, Juracilda; D’ANGELIS, Wilmar da R. Bilingüismo entre os Kaingang:

situação atual e perspectivas. In: MOTTA, Lucio Tadeu; NOELLI, Francisco S.;

TOMMASINO, Kimyie (Org.). Uri e Wãxi: estudos interdisciplinares dos

Kaingang. Londrina: UEL, 2000.

WOLF, Eric R. Aspectos das relações de grupo em uma sociedade complexa:

México. (1956). In: FELDMAN-BIANCO, Bela; RIBEIRO, Gustavo L. (Orgs.).

Antropologia e poder. Contribuições de Eric R. Wolf. Brasília: Editora UnB; São

Paulo: Imprensa Oficial de São Paulo; Editora Unicamp, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2014v19n2p129

Direitos autorais 2020 Mediações - Revista de Ciências Sociais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International