Em nome da ordem: a cultura política anticomunista nas forças armadas brasileiras (1935-1985)

Mauro Eustáquio Costa Teixeira

Resumo


Este artigo analisa as formulações de caráter anticomunista presentes nas “ordens do dia” através das quais os comandantes militares brasileiros comemoravam, a cada ano, as vitórias das Forças Armadas em 1935, contra a chamada “Intentona
Comunista”, em 1964, no golpe que derrubou o governo constitucional de João
Goulart. Buscamos, nestes discursos, elementos que permitem caracterizar o
anticomunismo militar como uma cultura política que orientou o comportamento
das instituições castrenses do Brasil ao longo do século XX.


Palavras-chave


Anticomunismo; Militares; Cultura política; Brasil republicano.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2014v19n1p151

Direitos autorais

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

ISSN: 1414-0543

EISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br


Creative Commons License

 

Todos os artigos científicos publicados em mediacoes@uel.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons