A "homoafetividade" no cenário adotivo: um debate jurídico

Ricardo Andrade Coitinho Filho, Alessandra Andrade Rinaldi

Resumo


O trabalho proposto busca analisar qual o tratamento jurídico dado à adoção na comarca do Rio de Janeiro quando os processos de adoção são movidos em âmbito da conjugalidade homossexual.  A ideia é apreender, por meio da análise de oito documentos dessa ordem, de que forma as concepções sobre família, filiação adotiva e sexualidades foram produzidos por profissionais do universo jurídico responsáveis em conduzir ações de adoção, entre os anos de 2000 até os dias atuais.


Palavras-chave


Homoafetividade; parentesco; família; adoção.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Domingos. No bico da cegonha: histórias de adoção e da adoção internacional no Brasil. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002.

BITTENCOURT, Sávio. A nova Lei de Adoção. Do abandono à Garantia do Direito à Convivência Familiar e Comunitária. Rio de Janeiro: Lumen Juris Editora. 2010.

BUTLER, Judith. O parentesco é sempre tido como heterossexual? Cadernos Pagu, n. 21, p. 219-260, 2003.

BUTLER, Judith. Gender regulation. In: BUTLER, Judith. Undoing gender. New York and London: Routledge, p. 40-57, 2004.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

COITINHO FILHO, Ricardo Andrade. Que ousadia é essa? A Adoção “homoafetiva” e seus múltiplos sentidos”. 2014. 167p. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais)- Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais, Seropédica (RJ), 2014.

CHAVES, Mariana. Homoafetividade e Direito: proteção constitucional, uniões, casamento e parentalidade. Curitiba: Juruá, 2012.

DAS, Veena; POOLE, Deborah. El estado y sus márgenes. Etnografías comparadas. Cuadernos de Antropología Social, n. 27, p. 19-52, 2008.

DIAS, Maria Berenice. União homoafetiva: preconceito e justiça. São Paulo: Ed. Revista dos Tribunais, 2002.

DUTRA DE PAIVA, Leila. Adoção: significados e possibilidades. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2004.

FIGARI, Carlos. Per scientian ad justitian! Matrimonio igualitario em Argentina. Mediações, v.15, n.1, Londrina, Jan/Jun 2010, p. 125-145.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1988.

MELLO, Luis. Novas famílias: Conjugalidade homossexual no Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro: Garamound, 2005.

RINALDI, Alessandra de Andrade. A arte de lutar contra a natureza. In: LADVOCAT, Cunthia; DIUANA, Solange (org.). Guia de adoção: no jurídico, no social, no psicológico e na terapia familiar. São Paulo: Roca, 2014.

RINALDI, Alessandra de Andrade. Adoção em seus múltiplos sentidos. Rio de Janeiro, [s.n,], 2013. (Relatório Científico-FAPERJ, E-26-110.375/2012).

RUBIN, Gayle. O tráfico de mulheres: notas sobre a economia politica do sexo. SOS Corpo, n.1, 1993, p.1-31. RUBIN, Gayle. Pensando o sexo: Notas para uma teoria radical da política da sexualidade (s/d).

SCHUCH, Patrice. Práticas de Justiça: antropologia dos modos de governo da infância e juventude no contexto pós-ECA. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009.

STRATHERN, Marilyn. Necessidade de pais, necessidade de mães. Revista de Estudos Feministas, vol.3, n.2, Florianópolis, 1995, p. 303-330.

UZIEL, Anna Paula. Homossexualidade e adoção. Rio de Janeiro: Garamond, 2007.

VECCHIATTI, Paulo Roberto. Manual da homoafetividade: da possibilidade jurídica do casamento civil, da união estável e da adoção por casais homoafetivos. Rio de Janeiro: Forense; São Paulo: Método, 2012.

VIANNA, Adriana. Limites da menoridade: tutela, família e autoridade em julgamento. Tese de Doutorado. Antropologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro/ Museu Nacional, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2015v20n1p285

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International