Economia e Desenvolvimento Social: A Possibilidade da Utilização de Indicadores Sociais na Avaliação do Desenvolvimento Paranaense

Daniel Vitor Vicente

Resumo


Este trabalho pretende analisar a progressão de indicadores sociais no Paraná a partir dos anos 1990, utilizando como base de dados os indicadores sociais de Educação, Emprego e Renda, Saúde e Saneamento, disponibilizados pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social - IPARDES. Para o desdobramento de tal reflexão, será resgatado brevemente o desenvolvimento econômico Brasileiro, cujo projeto de Estado está embasado no que se conhece por novo desenvolvimentismo. Do mesmo modo, também será abordada a possibilidade de serem utilizados indicadores sociais públicos e gratuitos, a fim de que os mesmos auxiliem nos procedimentos de análise e problematização de questões sociais que interessam às Ciências Sociais, utilizando-se como exemplo os dados que serão apresentados.

Palavras-chave


Indicador; Paraná; Ipardes; Novo desenvolvimentismo.

Texto completo:

PDF

Referências


BALTAR, Ronaldo; BALTAR, Claudia Siqueira. A defasagem das ciências sociais no uso de recursos de informática para o ensino e a pesquisa no Brasil. La Educación - Revista Digital (OEA), Washington, v. 144, 2010.

BONELLI, Regis. O que causou o crescimento econômico no Brasil. In: GIAMBIAGI, F. et al. (Org.). Economia brasileira contemporânea (1945-2004). Rio de Janeiro: Campus, 2005.

BRASIL. Decreto nº 6.094, de 24 de abril de 2007. Dispõe sobre a implementação do Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação, pela União Federal, em regime de colaboração com Municípios, Distrito Federal e Estados, e a participação das famílias e da comunidade, mediante programas e ações de assistência técnica e financeira, visando a mobilização social pela melhoria da qualidade da educação básica. Brasília, 2007.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais. Mapa do analfabetismo no Brasil. Brasília, DF: MEC/ INEP, 2003.

PEREIRA, Luiz Carlos Bresser. O novo desenvolvimentismo e a ortodoxia convencional. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 20, n. 3, p. 5-24, jul./set. 2006.

DELFIM NETTO, Antonio. Meio século de economia brasileira: desenvolvimento e restrição externa. . In: GIAMBIAGI, F. et al. (Org.). Economia brasileira contemporânea (1945-2004). Rio de Janeiro: Campus, 2005.

DELGADO, Paulo Roberto; BESEN, Gracia Maria V. In: INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL – IPARDES. Índice IPARDES de desempenho municipal: evolução do componente renda e emprego. Curitiba: IPARDES, 2009.

Nota Técnica DWYER, Thomas Patrick. Sociologia e tecnologias de informação e comunicação. In: BRASIL. Ministério da Educação. Sociologia: ensino médio. Brasília: MEC, 2010. Explorando o Ensino, Cap. 8, v. 15.

FAUSTO, Bóris. História concisa do Brasil. 2. ed. São Paulo: Edusp, 2012. HELLER, Leo. Relação entre saúde e saneamento na perspectiva do desenvolvimento. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 3, n. 2, p. 73-84, 1998.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA - IPEA. Situação social nos estados: Paraná. Brasília: IPEA, 2012.

INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - IPARDES. Leituras regionais: mesorregiões geográficas paranaenses. Curitiba: Ipardes: BRDE: 2004.

INSTITUTO PARANAENSE DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL – IPARDES. Caderno estatístico do Estado do Paraná. Curitiba, 2012. LEVIN, Jack; FOX, James Alan. Estatística para ciências humanas. 9. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2004.

MATTEI, Lauro. Gênese e agenda do novo desenvolvimentismo brasileiro. In: ENCONTRO BRASILEIRO DA AKB, 4., 2011, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: AKB, 2011.

MENDONÇA, Mário Jorge Cardoso; MOTTA, Ronaldo Seroa. Saúde e saneamento no Brasil. Planejamento e Políticas Públicas, Brasília, v. 30, jun./dez. 2007.

MORAES NETO, José. O emprego e as políticas governamentais. Mercado de Trabalho, Brasília, v. 10, n. 27, p. 3-6, maio, 2005.

OLIVEIRA, Carlos Alonso Barbosa. Quinze anos depois: comentários sobre o texto “Paraná – Economia e Sociedade”. Revista Paraense de Desenvolvimento, Curitiba, n. 83, set./dez. 1994.

PAIVA, Carlos Águedo Nagel. Noções de economia. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão, 2008.

PENA, Dilma; ABICALIL, Marcos Thadeu. Saneamento: os desafios do setor e a política nacional de saneamento. In: INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. Infraestrutura: perspectivas de reorganização, saneamento. Brasília: IPEA, 1999. p. 107- 137.

REDE INTERAGENCIAL DE INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE - RIPSA. Indicadores básicos para a saúde no Brasil: conceitos e aplicações. 2. ed. Brasília: Organização Pan- Americana da Saúde, 2008.

SOUZA, Marcelo Medeiros Coelho. O analfabetismo no Brasil sob enfoque demográfico. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 107, jul. 1999. Disponível em: . Acesso em: 15 jan. 2012.

TRINTIN, Jaime Graciano. A economia Paranaense: 1985-1998. 2001. 187 f. Tese (Doutorado em Economia) – Instituto de Economia, UNICAMP, Campinas, 2001.

TRINTIN, Jaime Graciano. História e desenvolvimento da economia paranaense: da década de trinta a meados da década de noventa do século XX. In: SEGUNDAS JORNADAS DE HISTÓRIA REGIONAL COMPARADAS, 2005, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: Fundação de Economia e Estatística, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2013v18n2p46

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International