Desigualdade, Pobreza e Ações do Estado: A Visão de Elites Políticas Não-Estatais

Éder Rodrigo Gimenes, Angélica Ripari, Ednaldo Aparecido Ribeiro

Resumo


Estudos recentes evidenciam que as elites exercem forte influência nos processos políticos nacionais e que sua cultura política deve ser considerada como importante fator explicativo para os fenômenos políticos. Considerando que tais indivíduos apresentam um sistema de crenças e valores diferenciado da maioria dos cidadãos, este artigo tem por objetivo identificar o que pensam as elites sobre a desigualdade e sobre as ações do Estado para combater essa situação, focalizando especificamente atores políticos não estatais que atuam diretamente no processo de formulação e implementação de políticas sociais como membros de conselhos gestores e indiretamente como dirigentes de fundações privadas e associações sem fins lucrativos.


Palavras-chave


Distributivismo; Desigualdades; Pobreza; Elites.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2013v18n1p292

Direitos autorais

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

ISSN: 1414-0543

EISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br