Profecias Apocalípticas na Cosmologia Mbya-Guarani

Rodrigo Luiz Simas de Aguiar

Resumo


As profecias apocalípticas representam um importante aspecto da cosmologia guarani. Como parte inerente da religiosidade, os mitos de destruição do mundo se mostram importantes elos que se entrelaçam com outros elementos cosmológicos na construção do ethos mbya-guarani. A análise deste conteúdo mitológico apocalíptico pode revelar outras variáveis envolvidas na relação do indígena com o entorno. Abordar uma análise desta natureza é justamente o que propõe o presente artigo.


Palavras-chave


Mitologia; Cosmologia; Guarani; Ethos.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Rodrigo Luiz Simas de. Los Mbya en el litoral de Santa Catarina, Brasil. 2003. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade de Salamanca, Salamanca, 2003.

AGUIAR, Rodrigo Luiz Simas; PEREIRA, Levi Marques. ‘Religion, dualité de l âme et représentations du tekó porã et du tekó vai chez les peuples Guarani!’. Anthropologica - Revue de la Société Canadienne d'Anthropologie, Ottawa, v. 54, p. 309-318, 2012.

ASSIS, Valéria Soares de. Dádiva, mercadoria e pessoa: as trocas na constituição do mundo social Mbya-Guarani. 2006. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006.

BRAND, Antonio. O impacto da perda da terra sobre a tradição Kaiowá/Guarani: os difíceis caminhos da palavra. 1997. Tese (Doutorado em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1997.

CADOGAN, León. Las tradiciones religiosas de los Mbyá-Guarani del Guairá. Revista de la Sociedad Científica del Paraguay, vol VI-I. Asunción, 1946.

______. Maino i reko ypy kue, las primitivas costumbres del Colibrí. Revista de Antropologia, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 35-42, 1953a.

______. ‘Ayvu Rapyta’: el fundamento del lenguage humano. Revista de Antropologia, São Paulo, v. 1, n. 2, p. 123-132, 1953b.

______. Yvy Tenonde, la primera tierra. Revista de Antropologia, São Paulo, v. 2, n. 1, p. 37-46, 1954. CLASTRES, Pierre. A fala sagrada: mitos e cantos sagrados dos índios Guarani. Campinas: Papirus Editora, 1990.

DARELLA, Maria Dorothea Post. Ore roipota yvy porá: “nós queremos terra boa”: territorialização Guarani no litoral de Santa Catarina - Brasil. 2004. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) – Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2004.

DE BRY, Theodor. Americae. Frankfurt: Officina Theodori de Bry, 1592. ECO, Umberto. Signo. Barcelona: Editorial Labor, 1988.

ESPINA BARRIO, Angel Baldomero. Freud y Levi-Strauss: influencias, aportaciones e insuficiencias de las antropologías dinámica y estrutural. Salamanca: Universidad Pontificia de Salamanca, 1997.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 1989.

______. O saber local. Petrópolis: Vozes, 2001.

LADEIRA, Maria Inês. O caminhar sob a luz: o território Mbya a beira do oceano. 1992. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1992.

LEVI-STRAUSS, Claude. O cru e o cozido. Mitológicas 1. São Paulo: CosacNaify, 2004. LITAIFF, Aldo. As divinas palavras: identidade étnica dos Guarani-Mbyá. Florianópolis: Editora da UFSC, 1996.

______. Les Fils du Soleil: mythes et pratiques des Indiens Mbya-Guarani du littoral du Brésil. 1999. Tese (Doutorado) - Universidade de Montreal, Quebec.

MELIÁ, Bartomeu. A terra sem mal dos Guarani: economia e profecia. Revista de Antropologia da USP, São Paulo, n; 33, p. 33-46, 1990.

MONTARDO, Deise Lucy. Através do Mbaraká: musica e xamanismo Guarani. 2002. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo. 2002.

NIMUENDAJU, Curt. As lendas da criação e destruição do mundo como fundamentos da religião dos Apapocúva-Guarani. São Paulo: HUCITEC, 1987.

NOELLI, Francisco Silva. Sem Tekóha não há Tekó. 1993. Dissertação (Mestrado em Antropologia) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

OLIVEIRA, Roberto Cardoso. O trabalho do antropólogo. São Paulo: UNESP, 2006.

PEREIRA, Levi Marques. Imagens Kaiowá do sistema social e seu entorno. 2004. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade de São Paulo, São Paulo. 2004.

______. Parentesco e organização social Kaiowá. 1999. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, UNICAMP, Campinas. 1999.

SCHADEN, Egon. A origem do fogo na mitologia Guarani. In: ______. Leituras de etnologia brasileira. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1976. p. 306-314.

SOARES, André Luiz Ramos. Pelo fim do Frankenstein Guarani. Revista Diálogos, Brasília, v. 16, n. 2, p. 767-790, 2012.

THOMPSON, John B. Ideologia e cultura moderna. Petrópolis: Vozes, 1995.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. A inconstância da alma selvagemi: e outros ensaios de antropologia. São Paulo: CosacNaify, 2002.

______. Os pronomes cosmológicos e o perspectivismo ameríndio. Mana, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, p. 115-144, 1996.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2013v18n1p244

Direitos autorais 2020 Mediações - Revista de Ciências Sociais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

  

         

 

                       

 

 

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

E-ISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br  

Mediações utiliza a licença Creative Commons Attribution 4.0 International