Segurança e “guerra ao terror”:um balanço da literatura contemporânea sobre a América Latina após 11 de setembro

Marcelo da Silveira Campos, Andrei Koerner

Resumo


O objetivo deste artigo é revisar e sistematizar parte da bibliografia acadêmica anglo-saxã sobre segurança pública e como esta literatura pensa o papel dos EUA na América Latina, no cenário pós 11 de setembro. A conversão da "guerra ao terror" em eixo programático e estruturante das relações bilaterais estabelecidas pelos EUA com os outros países trouxeram modificações no plano da formulação e implementação das políticas de segurança em diversos países do globo. Essas modificações influenciaram a formulação e o modelo das políticas públicas de segurança – sejam as políticas internas adotadas para a sociedade norte-americana, sejam as políticas de segurança dos países que se relacionam (e dos que não se relacionam) com o governo estadunidense. Esta revisão, portanto, analisa os textos produzidos entre os anos de 2001-2010 sobre a temática da assim chamada "guerra ao terror" e América Latina.

 


Palavras-chave


Políticas de segurança; “Guerra ao terror”; América Latina; EUA.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2176-6665.2011v16n2p51

Direitos autorais 2020 Mediações - Revista de Ciências Sociais

Mediações - Revista de Ciências Sociais

Londrina - PR

ISSN: 1414-0543

EISSN: 2176-6665

Email: mediacoes@uel.br


Creative Commons License

 

Todos os artigos científicos publicados em mediacoes@uel.br estão licenciados sob uma Licença Creative Commons