O Direito e a viragem linguistica do século XX:as bases do discurso juridíco

Carlos Alberto Lunelli, Jeferson Dytz Marin

Resumo


Através da incessante busca do homem pela concretização de seus direitos, a Filosofia da Linguagem apresenta um papel fundamental. A incapacidade do homem em alcançar tais direitos se deve também à visão conservadora do Direito. A Filosofia da Linguagem apresenta um grande avanço nesta área, vez que traz a linguagem como sujeito e não como mero objeto, não permitindo que as ciências jurídicas fiquem atreladas ao velho modo de produção. No entanto, alguns julgam perigosa essa percepção, porquanto afeta o poder, representando a democratização do modo de produção do direito, das relações sociais, econômicas e políticas do país.


Palavras-chave


Filosofia da Linguagem; Democratização; Discurso jurídico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2178-8189.2010v14n0p143



Scientia Iuris

ISSN (eletrônico) 2178-8189

 

E-mail: revistamdireito@uel.br



 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.