Sociedades estatais, controle e lucro

Márcia Carla Pereira Ribeiro, Rosângela do Socorro Alves

Resumo


As sociedades estatais mantêm-se como importantes agentes econômicos e são numericamente expressivas na prática brasileira. Sua utilização pressupõe a sujeição a um regime jurídico em parte público, em parte privado. A existência de investidores privados, nas sociedades de economia mista, sugere uma análise cuidadosa das estratégias relacionadas à lucratividade do empreendimento em cotejo com a finalidade motivadora de sua criação e manutenção. Mecanismos societários e contratuais, como o acordo de acionistas, podem assumir um importante papel na configuração da moderna empresa estatal.


Palavras-chave


Sociedades estatais; evolução; lucro; mecanismos societários; controle

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2178-8189.2006v10n0p163



Scientia Iuris

ISSN (eletrônico) 2178-8189

 

E-mail: revistamdireito@uel.br



 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.