Harmonização dos interesses privados e públicos na empresa: o paradigma da sustentabilidade

Vinicius Figueiredo Chaves, Leonardo da Silva Sant'Anna

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar histórica e criticamente a empresa, fenômeno econômico-social com projeções no Direito. A partir de pesquisa documental, questiona-se se a sustentabilidade constitui referencial teórico para a reconstrução de algumas premissas sobre os quais ainda se encontra assentada a noção de empresa. Os resultados da pesquisa indicam que, na empresa, reúnem-se múltiplos interesses. Conclui-se que a sustentabilidade, aplicada à empresa, descortina um novo paradigma do direito, fazendo com que esta deva ser entendida como instrumento de viabilização da promoção de múltiplas aspirações, privadas e públicas, que devem ser harmonizadas.



Palavras-chave


Harmonização; Empresa; Sustentabilidade; Interesses Privados; Interesses Públicos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2178-8189.2016v20n2p234



Scientia Iuris

ISSN (eletrônico) 2178-8189

 

E-mail: revistamdireito@uel.br



 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.