Divulgação científica nas revistas Scientific American Brasil e Superinteressante.

Cristiane Portela Carvalho

Resumo


Este artigo analisa a divulgação científica nas revistas Scientific American Brasil e Superinteressante através das matérias de capa das edições do mês de novembro de 2009, quando trazem o mesmo tema, qual seja “A Pílula da Inteligência”. A investigação parte da premissa de que embora os dois veículos sejam especializados em divulgar ciência ao grande público, cada um possui mecanismos próprios para atingir seus leitores. Para a consecução da investigação proposta utiliza-se a Análise de Conteúdo (AC), vista como método mais apropriado para este tipo de estudo. Conclui-se, portanto, que enquanto a Scientific opta por uma linguagem mais técnica e de maior complexidade para dialogar com seu público-alvo, a Superinteressante usa linguagem direta e de fácil entendimento, mesmo para pessoas que possuem pouca ou nenhuma familiaridade com o tema abordado.  


Palavras-chave


Divulgación Científica. Revistas Especializadas. Scientific American Brasil. Superinteressante.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2010v15n1espp43



  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional