Competência em informação e necessidade de pertencimento dos pais de surdos

Ana Paula Pereira, Adriana R. Alcará

Resumo


Introdução: Esta pesquisa aborda a contribuição da competência em informação para a necessidade de pertencimento dos pais de surdos. A necessidade de pertencimento envolve o sentimento de integração, conexão e aceitação do indivíduo pelo grupo. No caso da surdez, este vínculo se estabelece na relação entre os pais e a comunidade surda ou com outros pais, seja na igreja, na escola, na associação de pais, em eventos ou encontros para surdos. Destaca que a necessidade de pertencimento pode aproximar e instigar os pais a buscar, usar e compartilhar informação entre si, de modo que fortaleçam essas relações e desenvolvam as habilidades para competência em informação.
Objetivo: Analisar a competência em informação dos pais de surdos e sua contribuição para a necessidade de pertencimento.
Metodologia: Estudo exploratório e descritivo, de natureza qualiquantitativa a partir de uma pesquisa de campo. O locus foi constituído por duas instituições especializadas na área da surdez da região norte do Paraná. A população alvo foi composta por 34 pais de surdos, cujos filhos estudam nestas instituições e os dados foram coletados por meio de um questionário.
Resultados: Dentre os resultados, identificou-se que a maioria dos pais se sente pertencido à comunidade surda, e este sentimento tende a favorecer o vínculo, o compartilhamento da informação e a participação na vida dos filhos surdos.
Conclusões: Conclui-se que a necessidade de pertencimento dos pais de surdos contribui para a competência em informação ao ampliar habilidades e laços afetivos.


Palavras-chave


Competência em informação. Necessidade de Pertencimento. Surdez

Texto completo:

PDF

Referências


AKAICHI, T. Compartilhamento da informação e do conhecimento na rede dos coordenadores dos Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação. 2014. 196 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2014.

ALCARÁ, A. R. Orientações motivacionais de alunos do curso de

Biblioteconomia de uma universidade pública do norte do Paraná. 2007. 127 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2007.

AMADEO, D. dos S.; VITORINO, E. V. Necessidades informacionais dos alunos do curso de letras Libras quanto à realização de pesquisas acadêmicas: um olhar inicial ao desenvolvimento da competência informacional dos alunos surdos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 25., 2013. Florianópolis. Anais [...] Florianópolis: CBDD, 2013. Disponível em: https://anaiscbbd.emnuvens.com.br/anais/article/view/1417/1418. Acesso em: 17 abr. 2020.

AMERICAN LIBRARY ASSOCIATION (ALA). Presidential Committee on Information Literacy: Final Report. 1989. Disponível em: http://www.ala.org/acrl/publications/whitepapers/presidential. Acesso em: 17 abr. 2020.

ASSOCIATION OF COLLEGE AND RESEARCH LIBRARIES (ACRL). Framework for Information Literacy for Higher Education. Chicago, 2016.

BAUMEISTER, R. F.; LEARY, M. R. The need to belong: desire for interpersonal attachments as a fundamental human motivation. Psycological Bulletin, Washington, v. 117, n. 4, p. 497-529, 1995.

BELLUZZO, R. C. B. O uso de mapas conceituais para o desenvolvimento da competência em informação: um exercício de criatividade. In: PASSOS, R.; SANTOS, G. C. (Orgs.). Competência em informação na sociedade de aprendizagem. Bauru: Kayros, 2005.

BRASIL. Ministério da Educação. Saberes e práticas da inclusão: desenvolvendo competências para o atendimento às necessidades educacionais especiais de alunos surdos. 2. ed. Brasília: MEC, Secretaria de Educação Especial, 2006. 116 p. (Série: Saberes e práticas da inclusão). Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/alunossurdos.pdf. Acesso em: 07 abr. 2020.

CHIELLA. V. E. Marcas surdas: escola, família, associação, comunidade e universidade constituindo cultura e diferença surda. 2007. 155 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2007. Disponível em: https://bit.ly/3gAVPqi. Acesso em: 03 abr. 2020.

DECI, E. L.; RYAN, R. M. The “what” and “why” of goal pursuits: human needs and the selfdetermination of behavior. Psychological Inquiry, Londres, v. 11, n. 4, p. 227-268, 2000.

DIZEU, L. C. T. de B.; CAPORALI, S. A. A Língua de Sinais constituindo o surdo como sujeito. Educação & Sociedade, Campinas, v. 26, n. 91, p. 583-597, maio/ago. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v26n91/a14v2691.pdf. Acesso em: 07 abr. 2020.

DULZAIDES IGLESIAS, M. E.; MOLINA GÓMEZ, A. La competencia informacional: concepción relevante a considerar en la Educación Superior. MediSur, Cienfuegos, v. 5, n. 1, p. 44-47, 2007. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=2951074. Acesso em: 07 abr. 2020.

FAZZIONI, D. P. D. M.; VIANNA, W. B.; VITORINO, E. V. O atual estágio conceitual da competência em informação em publicações de Língua Portuguesa. Ciência da Informação, Brasília, v. 47, n. 3, p. 193-206, set./dez. 2018. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/4228/3984. Acesso em: 17 abr. 2020.

GASTAL, C. A.; PILATI, R. Escala de necessidade de pertencimento: adaptação e evidências de validade. Psico-USF, Bragança Paulista, v. 21, n. 2, p. 285-292, maio/ago. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pusf/v21n2/2175-3563-pusf-21-02-00285.pdf. Acesso em: 17 abr. 2020.

GUARINELLO, A. C.; LACERDA, C. B. F. de. O grupo de familiares de surdos como espaço de reflexão e de possibilidades de mudança. In: MASSI, G.; SANTANA, A. P.; BERBERIAN, A. P.; GUARINELLO, A. C. (Org.). Abordagens grupais em Fonoaudiologia: contextos e aplicações. São Paulo: Plexus, 2007. p. 105-120. v. 1. Disponível em: https://bit.ly/2DsQJuk. Acesso em: 17 abr. 2020.

GUIMARÃES, S. E. R.; BORUCHOVITCH, E. O estilo motivacional do professor e a motivação intrínseca dos estudantes: uma perspectiva da teoria da autodeterminação. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v. 17, n. 2, p. 143-150, 2004. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/prc/v17n2/22466.pdf. Acesso em: 07 abr. 2020.

LUCCA, D. M. de; VITORINO, E. V. A dimensão política da competência em informação de idosos: em busca de princípios. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO (ENANCIB), 19., 2018. Anais [...] Londrina: ENANCIB, 2018. p. 4116- 4124.

MANIFESTO de Florianópolis sobre a Competência em Informação e as Populações Vulneráveis e Minorias. In: SEMINÁRIO SOBRE COMPETÊNCIA EM INFORMAÇÃO: CENÁRIOS E TENDÊNCIAS, 2., 2013. Florianópolis. Anais [...] Florianópolis: FEBAB, IBICT, UNB e UNESP, 2013. Disponível em: encurtador.com.br/advG3. Acesso em: 07 abr. 2020.

PERASSINOTO, M. G. M. Estratégias de aprendizagem no ensino fundamental: relações com regulação emocional, motivação e rendimento escolar. 2011. 113 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2011. Disponível em: http://repositorio.unicamp.br/bitstream/REPOSIP/250788/1/Perassinoto_MariaGislaineMarques_M.pdf. Acesso em: 07 abr. 2020.

QUADROS, R. M. de. Educação de surdos: aquisição da linguagem. Porto Alegre: Artmed, 1997. 126 p.

REEVE, J.; DECI, E. L.; RYAN, R. M. Self-determination theory: a dialectical framework for understanding sociocultural influences on student motivation. In: McINERNEY, D. M.; VAN ETTEN, S. (Ed.). Big theories revisited. Greenwich: Information Age Publishing, 2004. p. 31-60.

RYAN, R. M.; DECI, E. L. Self-dtermination theory: psychological needs in motivation, development, and wellness. New York: GuilfordPress, 2017.

SANTOS, C. A. dos. Educação de usuários ou competência em informação (CoInfo)? Uma reflexão necessária. INFOhome, fev. 2016. Disponível em: https://www.ofaj.com.br/colunas_conteudo.php?cod=959. Acesso em: 17 abr. 2020.

SILVA, L. da. Língua Brasileira de Sinais – Libras. Curitiba: Fael Editora, 2010. 164 p.

SKLIAR, C. Os estudos surdos em Educação: problematizando a normalidade. In: SKLIAR, C. (Org.). A surdez: um olhar sobre as diferenças. Porto Alegre: Mediação, 2012. 192 p. p. 7-32.

SOUZA, I. C. de. Alegria e prazer com a motivação para aprender. In: BERBEL, N. A. N.; ROSA, W. (Orgs.) Reflexões de professores. Londrina: Grafcel, 2011. p. 89-93.

VITORINO, E. V.; PIANTOLA, D. Competência informacional – bases históricas e conceituais: construindo significados. Ciência da Informação, Brasília, v. 38, n. 3, p. 130-141, set./dez. 2009. Disponível em: http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/1236/1414. Acesso em: 07 abr. 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2020v25n2p209

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional