Deficientes visuais e profissionais da informação: pesquisa informacional, procedimentos estratégicos e proposta ao portal LTI

Ana Sara Pereira de Melo Sobral, Isa Maria Freire

Resumo


Introdução: Propõe ao Portal LTi a publicação de uma página com informações para pessoas deficientes visuais e/ou de interesse para profissionais da informação. Objetivo: identificar, na web, fontes de informação direcionadas à pessoa com deficiência visual e/ou de interesse para profissionais da informação, elaborar uma proposta ao Portal Virtual do Projeto LTi para disponibilização de informações sobre a temática “deficiência visual”. Metodologia: A investigação se caracteriza pelo método indiciário, as técnicas e instrumentos de coletas de dados incluíram o brauseio e uso de planilhas para registro de informações. Resultados: Dentre os itens encontrados estão: artigos; comunicações; dissertações; ampliadores de tela para usuários com baixa visão; avaliadores de acessibilidade; leitores de tela; sites de audiodescrição; software de síntese e reconhecimento de voz; leis e decretos; página do governo federal acessível; sites de distribuição gratuita de livros em Braille, falados e digitais; blogs; rede social – Facebook e jogos. Conclusões: A pesquisa foi executada com êxito, abrindo possibilidades de criação de uma página denominada LTi DV que reúne informações sobre a temática, tendo como expectativa a constante atualização dos conteúdos, divulgação de novas comunicações, criação e aperfeiçoamento de tecnologia assistiva, bem como o acesso a informação, para maior igualdade de oportunidades.


Palavras-chave


Deficiente visual. Fonte de informação. Método indiciário. Laboratório de Tecnologias Intelectuais (LTi).

Texto completo:

PDF

Referências


AMERICAN LIBRARY ASSOCIATION. Presidential Committee on Information Literacy. Chicago: ALA, 1989. Final report. Disponível em: http://www.ala.org/acrl/nili/ilit1st.html. Acesso em 2001. Acesso em: 08 de mar. de 2019,

BARRETO, A. A. A estrutura do texto e a transferência da informação. DataGramaZero. V. 6, n.3, jun/05. Disponível em: http://repositorio.ibict.br/bitstream/123456789/166/1/barreto%207.pdf. Acesso em 22 abr. 2019.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de Julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto das Pessoas com Deficiência). Brasília, DF. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm. Acesso em: 05 set. 2019.

BUFREM, L. S. Complementariedade qualitativo-quantitativa na pesquisa em informação. Transinformação, Campinas, v.13, n.1, p.49-55, 2001.

CAPURRO, R.; HJORLAND, B. O conceito de informação. 2003. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/54/47. Acesso em: 31 mar. 2019.

DIAS, C. Usabilidade na WEB: criando portais mais acessíveis. Rio de Janeiro: Alta Books, p. 296, 2007.

FREIRE, I. M. Ciência, conhecimento, profissionais da informação. Disponível em: http://www.isafreire.pro.br/Inforesponsabilidade_social.htm. Acesso em: 08 abr. 2019.

FREIRE, I. M., LIMA, A. P. L..; COSTA, M. P, Jr. Mídias sociais na web: De olho na CI para capacitação acadêmica e profissional. Biblionline. v. 8, n. esp., p. 175-184. 2012. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/biblio/article/view/14202/8108. Acesso em: 08 abr. 2019.

GINZBURG, C. Sinais: raízes de um paradigma indiciário. In: _______. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, p. 143-179. 1989.

ISO 9241. Guidelines on usability. Part 11. In: Ergonimic requeriments for office work with visual display terminals. 1998. Disponível em: https://www.userfocus.co.uk/resources/iso9241/part11.html. Acesso em: 8 mar, 2019.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era da informática. Rio de Janeiro: Editora 34, 2004. 203 p.

LÉVY, P. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, 260 p. 1999.

MURRAY, G. The portal is the desktop. California: Intraspect, 1999.

NAÇÕES UNIDAS NO BRASIL (ONUBR). Agenda 2030. 2015. Disponível em: https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/. Acesso em: 11 mar. 2019.

NIELSEN, J. Projetando Websites. Rio de Janeiro: ELSEVIER, p. 432. 2000.

RODRIGUES, R. M. Pesquisa acadêmica: como facilitar o processo de preparação de suas etapas. São Paulo: Atlas, p. 45. 2007.

VEGARA, S. C. Projetos e Relatórios de Pesquisa em Administração (12. ed.). São Paulo: Atlas. 2013.

WERSIG, G.; NEVELING, U. The phenomena of interest to information science. The Information Scientist. v. 9, n.4, 1975.

WORLD WIDE WEB CONSORTIUM (W3C). Cartilha de Acessibilidade na Web. 2013. Disponível em: http://www.w3c.br/pub/Materiais/PublicacoesW3C/cartilha-w3cbr-acessibilidade-web-fasciculo-I.html. Acesso em: 08 abr. 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2020v25n2p235

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional