A Organização do Conhecimento sobre Umbanda e sua representação bibliográfica: uma análise exploratória a partir de registros bibliográficos

Deniz Costa, Marcos Luiz Cavalcanti de Miranda

Resumo


Introdução: Apresenta o problema da representação do conhecimento sobre Umbanda. Contextualiza a relevância de se conhecer sua extensão para propor sistemas de organização do conhecimento que garantam sua representação e a visibilidade de sua produção. Pressupõe que as notações para a representação do conhecimento de e sobre Umbanda a partir da Dewey Decimal Classification (DDC) e dos Cabeçalhos de Assunto não são adequadas e perpetuam preconceitos e distorções. Objetivo: Conhecer de que maneira a Umbanda é representada nos registros bibliográficos do Catálogo da Fundação Biblioteca Nacional (FBN). Delineia-se em: (i) identificar os registros bibliográficos indexados sob o termo Umbanda; (ii) mapear a representação do conhecimento da Umbanda no Catálogo da FBN; e (iii) analisar essa representação pelas notações da DDC e Cabeçalhos de Assunto atribuídos. Metodologia: Pauta-se em uma busca combinada on-line no Catálogo da FBN para identificar manifestações cujos assuntos indexados versam sobre a Umbanda; coleta, trata por meio de softwares e analisa os dados obtidos; interpreta os resultados sob a ótica da Teoria do Conceito e das estruturas dos esquemas da DDC e Cabeçalhos de Assunto. Resultados: Mapeia-se a representação pela DDC e Cabeçalhos de Assunto que os registros bibliográficos sobre Umbanda na FBN apresentam, evidenciando os mais utilizados. Elabora críticas para evidenciar a problemática pressuposta. Conclusões: Evidencia que a representação do conhecimento reflete o entendimento da época na qual foi representado, refletindo na possibilidade da influência social, política e cultural encontrar-se manifestada. Identifica que a representação encontrada não reflete o entendimento atual e que é preciso refazer.


Palavras-chave


Umbanda. Organização do conhecimento. Classificação Decimal de Dewey. Cabeçalhos de Assunto. MARC. Indexação de assuntos.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, R. A. O que é religião. São Paulo: Abril Cultural; São Paulo: Brasiliense, 1984. 132 p.

BIRMAN, P. O que é umbanda. São Paulo: Abril Cultural; São Paulo: Brasiliense, 1985. 108 p.

CACCIATORE, O. G. Dicionário de cultos afro-brasileiros: com indicação da origem das palavras. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1977.

DAHLBERG, I. Teoria do conceito. Tradução Astério Tavares Campos. Ci. Inf., Rio de Janeiro, v. 7, n. 2, p. 101-107, 1978.

DEWEY, M. Dewey decimal classification and relative index. 23rd. Dublin: Online Computer Library Center, 2011. 4 v.

FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL (Brasil). Catálogos. Disponível em: http://acervo.bn.br/sophia_web/index.html. Acesso em: fev. 2018.

HOUAISS, A.; VILLAR, M. de S. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009. 1986 p.

GRINGS, Luciana. Controle de autoridades na Biblioteca Nacional do Brasil: breve histórico e práticas atuais. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação. São Paulo, v. 11, n. 2, p. 139-154, jul./dez. 2015. Disponível em: . Acesso em: 26 jun. 2018.

IDREES, H. Classification of library materials on Islam: A literature survey. OCLC Systems & Services: International digital library perspectives, v. 27, n. 2, p. 124-145, 2011. Disponível em: https://doi.org/10.1108/10650751111135427. Acesso em: 24 abr. 2018.

KAULA, P. N. Rethinking on the concepts in the study of classification. Herald of Library Science, Varanasi, v. 28, no. 1-2, p. 30-44, Jan.-Apr. 1984.

LESK, M. Practical digital libraries: books, bytes, and bucks. San Francisco: Morgan-Kaufmann. 1997.

LIBRARY OF CONGRESS. Library of Congress Subject Headings (LCSH 40). 2018. Arquivos PDF. Disponível em: https://www.loc.gov/aba/publications/FreeLCSH/freelcsh.html. Acesso em: 25 jun. 2018.

MIRANDA, M. L. C. de. A organização do etnoconhecimento: a representação do conhecimento afrodescendente em Religião na CDD. In: ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO (ENANCIB), 8., 2007, Salvador. Anais... Salvador: UFBA, 2007. 12 p. Disponível em: http://www.enancib.ppgci.ufba.br/artigos/GT2--341.pdf. Acesso em: 31 mar. 2018.

PINTO, A. Dicionário de umbanda. 2. ed. Rio de Janeiro: Eco, 1975.

SCHLESINGER, H.; PORTO, H. Dicionário enciclopédico das religiões. 2 v. Petrópolis: Vozes, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2019v24n3p154

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional