Políticas públicas, bibliotecas escolares e o bibliotecário no contexto da indústria 4.0

Fabiana Sala, Selma Leticia Capinzaiki Ottonicar, Cláudio Marcondes de Castro Filho

Resumo


Introdução: A Indústria 4.0 ou 4ª Revolução Industrial vem sendo debatida na academia em áreas como a Engenharia e Administração. Essa nova revolução envolve a conexão dos objetos e sistemas ciber-físicos, criando as máquinas inteligentes. Essas tecnologias influenciam nos meios de produção e na vida das pessoas. Por isso, as bibliotecas são organizações que também precisam se adaptar à essas mudanças. Esse estudo é necessário para a Ciência da Informação porque demonstra a relevância da Indústria 4.0 para a área das bibliotecas e exige novo perfil do bibliotecário escolar 4.0. Objetivo: O objetivo do artigo envolve refletir a respeito do contexto da Indústria 4.0, políticas públicas brasileiras sobre Indústria 4.0 e seus impactos no papel e atuação do bibliotecário escolar 4.0. Metodologia: A metodologia é composta por uma revisão bibliográfica sobre Indústria 4.0, bibliotecas escolares, bibliotecário 4.0 e por uma pesquisa documental sobre as políticas públicas nesse contexto. Resultados: Os resultados demonstram que poucos artigos tratam da Indústria 4.0 na Ciência da Informação, por isso é oportunidade de pesquisa para a área. Além disso, os resultados apontam que o bibliotecário escolar 4.0 precisará modificar sua atuação para acompanhar essas mudanças. Conclusões: Como conclusões tem-se que as políticas públicas de Indústria 4.0 e a mudança das organizações exigem novos aprendizados do bibliotecário escolar 4.0, a fim de que a biblioteca escolar apoie os estudantes para que possam melhor se integrarem nesse contexto.


Palavras-chave


Indústria 4.0. Políticas Públicas. Bibliotecas Escolares. Bibliotecário 4.0.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMADA-LOBO, F. The industry 4.0 revolution and the future of Manufacturing Execution Systems (MES). Journal of Innovation Management, v. 3, n. 4, p. 16-21, 2015. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/306150248_The_Industry_40_revolution_and_the_future_of_Manufacturing_Execution_Systems_MES. Acesso em: 09 jun. 2020.

ALMEIDA, F.; SIMOES, J. The Role of Serious Games, Gamification and Industry 4.0 Tools in the Education 4.0 Paradigm. Contemporary Educational Technology, v.10, n. 2, p. 120-136, 2019.

Disponível em: https://www.cedtech.net/article/the-role-of-serious-games-gamification-and-industry-40-tools-in-the-education-40-paradigm-6239. Acesso em: 09 jun. 2020.

ANDRADE, K. Guia definitivo da educação 4.0: Uma rede de conexões interligando pessoas e saberes. Disponível em: http://www.plannetaeducacao.com.br/portal/arquivo/editor/file/ebook-educacao4.0-planneta.pdf. Acesso em: 13 set. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: educação é a base. Brasília: Ministério da Educação, [2013]. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 13 set. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. MEC participa de evento que discute o impacto da educação na economia do país. Brasília: Ministério da Educação, 2019. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/tags/tag/50121. Acesso em: 13 set. 2019b.

BRASIL. Ministério da Indústria, Comércio e Serviços. Agenda brasileira para a indústria 4.0: o Brasil preparado para os desafios do futuro. Brasília: Ministério da Indústria, 2019. Disponível em: http://www.industria40.gov.br/. Acesso em 21 maio 2019.

CASTRO FILHO, C. M. Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável: uma leitura de política pública na clave da biblioteca escolar. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, Campinas, v. 16, n. 3, p. 355-372, 2018. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/8650931. Acesso em: 09 jun. 2020.

DARE, T. Ethics of artificial intelligence and health care. The New Zealand Medical Student Journal, n. 128, 2019. Disponível em: http://www.nzmsj.com/uploads/3/1/8/4/31845897/7_28nzmsj-28-complete-online.pdf. Acesso em: 09 jun. 2020.

DUTRA, M. L.; TORIANI, S. A. Internet das coisas na prática: desafios e oportunidades. In: PRADO, J. D. (Org.). Ideias emergentes em Biblioteconomia. São Paulo: FEBAB, 2016. p. 86-92. Disponível em: www.ideiasemergentes.wordpress.com. Acesso em: 07 jul. 2019.

DUTTON, W. H. Putting things to work: social and policy challenges for the Internet of things. Info, v. 16, n. 3, p.1-21, 2014. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/275373213_Putting_things_to_work_Social_and_policy_challenges_for_the_Internet_of_things. Acesso em: 09 jun. 2020.

FRANK, A.G.; DALENOGARE, L.S.; AYALA, N.F. Industry 4.0 technologies: implementation patterns in manufacturing companies. Int. J. Prod. Econ., v. 210, p. 15-26, 2019. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0925527319300040. Acesso em: 04 jun. 2020.

FAST-BERGLUND, A.; ÅKERMAN, M; SALUNKE, D. L. O. Conceptualising Assembly 4.0 through the drone factory. IFAC-PapersOnLine, v. 52, n. 13, p. 1525-1530, 2019. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2405896319313977. Acesso em: 04 jun. 2020.

FORESTI, F.; VARVAKIS, G. A biblioteca e o novo paradigma produtivo da indústria 4.0. Revista ACB, Florianópolis, v. 24, n. 3, p. 513-535, dez. 2019. Disponível em: https://revista.acbsc.org.br/racb/article/view/1527. Acesso em: 04 jun. 2020.

GHOURI, A. M.; MANI, V. Role of real-time information-sharing through SaaS: an industry 4.0 perspective. International Journal of Information Management, v. 49, p. 301-315. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0268401218312799. Acesso em: 04 jun. 2020.

GOEC, L. S.; SANTOS, A. A.; KORZENOWSKI, A. L. Decision-making trends in quality management: a literature review about Industry 4.0. Prod., São Paulo, v. 30, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-65132020000100704&script=sci_arttext. Acesso em: 04 jun. 2020.

HERMANN, M.; PENTEK, T.; OTTO, B. Design Principles for Industrie 4.0 Scenarios: a literature review. Working Paper, Technische Universität. Dortmund, Austria, 2015. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/307864150_Design_Principles_for_Industrie_40_Scenarios_A_Literature_Review. Acesso em: 9 jun. 2020.

HJERP, Anika. Robots, holograms and libraries. Scandinavian Library Quately. Stockholm, Suécia, v. 49, n.4. 2016. Disponível em: http://slq.nu/index4e5d.html?article=volume-49-no-4-2016-12. Acesso em: 9 jun. 2020.

HUSSAIN, A. Industrial revolution 4.0: implication to libraries and librarians, Library Hi Tech News, v. 37, n. 1, 2019, p. 1-5. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/336157559_Industrial_revolution_40_implication_to_libraries_and_librarians. Acesso em: 9 jun. 2020.

KAGERMANN, H.; WAHLSTER, W.; J. HELBIG, J. Recommendations for implementing the strategic initiative Industrie 4.0: final report of the Industrie 4.0 Working Group, 2013. Disponível em: https://www.din.de/blob/76902/e8cac883f42bf28536e7e8165993f1fd/recommendations-for-implementing-industry-4-0-data.pdf. Acesso em: 9 jun. 2020.

LABANGON, D. L.; MANABAT, A. Establishing Connections, Bridging the Gap: Library 4.0 and Its Role in Digital Humanities. In: De La Salle University (DLSU) Research Congress, De La Salle University, Manila, Philippines, 2019. Disponível em: https://www.dlsu.edu.ph/wp-content/uploads/pdf/conferences/research-congress-proceedings/2019/lli-II-015.pdf. Acesso em: 10 jun. 2020.

LEE, K. F. Inteligência Artificial: como os robôs estão mudando o mundo, a forma como amamos, nos relacionamos, trabalhamos e vivemos. Rio de Janeiro: Globo Livros, 2019.

MARCONI, M. A; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

MASI, D. Caminhos da cultura no Brasil. Rio de Janeiro: Sextante, 2015.

MELO, M. R. et al. Indústria 4.0: inovando com qualidade. In: CIPEEX – Ciência para a redução das desigualdades, 3., 2018. Anais... [s.l.]: UniEvangélica, 2018. Disponível em: http://anais.unievangelica.edu.br/index.php/CIPEEX/article/view/2177/1661. Acesso em: 05 jun. 2020.

MIAO, Z. Investigation on human rights ethics in artificial intelligence researches with library literature analysis method, The Electronic Library, v. 37 n. 5, 2019, p. 914-926. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/336802191_Investigation_on_human_rights_ethics_in_artificial_intelligence_researches_with_library_literature_analysis_method. Acesso em: 09 jun. 2020.

MOOREFIELD-LANG, H. User agreements and makerspaces: a content analysis. New Library World, v. 116, n. 7/8, p. 358-368, 2015. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/2a2c/3d25235ec1ed39bbef98d4b8d61164ed6a94.pdf?_ga=2.142123444.740451087.1591713384-1046156365.1591713384. Acesso em: 09 de jun. 2020.

NASCIMENTO, A. Educação e tecnologia superarão os limites. Disponível em: https://itforum365.com.br/educacao-e-tecnologia-superarao-os-limites/. Acesso em: 25 de mar. 2019.

NATH, R., SAHU, V. The problem of machine ethics in artificial intelligence. AI & Soc. v. 35, 2020, p. 103–111. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/320507254_The_problem_of_machine_ethics_in_artificial_intelligence. Acesso em: 09 jun. 2020.

NOH, Y. Imagining Library 4.0: Creating a Model for Future Libraries. The Journal of Academic Librarianship, v. 41, n. 6, p. 786-797, 2015. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0099133315001780. Acesso em: 10 jun. 2020.

OTTONICAR, S. L. C. et. al. Fake news, big data e o risco à democracia: novos desafios à competência em informação e midiática. In: IX Encontro Ibérico EDICIC2019. Barcelona, 2019. Disponível em: https://www.semanticscholar.org/paper/Fake-news%2C-big-data-e-o-risco-%C3%A0-democracia%3A-novos-%C3%A0-Ottonicar-Valentim/d6f3d6f5ab59df317647d00f48a8bc258c49e1c4. Acesso em: 25 mar. 2019.

OTTONICAR, S; VALENTIM, M.; MOSCONI, E. Políticas públicas aplicadas à indústria 4.0: estudo comparativo entre o Brasil e o Canadá com foco na competência em informação. Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação, v. 12, n. 2, 2019, p. 558-584. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/RICI/article/view/19596. Acesso em: 07 jun. 2020.

PEREIRA, A.; SIMONETTO, E. de O. Indústria 4.0: conceitos e perspectivas para o Brasil. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, v.16, n.1, jan./jul. 2018. Disponível em: http://periodicos.unincor.br/index.php/revistaunincor/article/view/4938. Acesso em: 07 jun. 2020.

RODRIGUES, L. F.; JESUS, R. A.; SCHÜTZER, K. Industrie 4.0: uma revisão da literatura. Revista de Ciência & Tecnologia, Piracicaba, p.1-13, 2016. Disponível em: https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/cienciatecnologia/article/view/3176. Acesso em: 07 jun. 2020.

ROTHMULLER, C. 5 razões para investir na biblioteca 4.0. Disponível em: http://www.crb8.org.br/5-razoes-para-investir-na-biblioteca-4-0/. Acesso em: 13 set. 2019.

SAFIULLIN, A.; KRASNYUK, L.; KAPELYUK, Z. Integration of Industry 4.0 technologies for "smart cities" development. In: IOP Conference Series: Materials Science and Engineering, v. 497, International Scientific Conference "Digital Transformation on Manufacturing, Infrastructure and Service" Saint-Petersburg, Russian Federation, 2019. Disponível em: https://iopscience.iop.org/article/10.1088/1757-899X/497/1/012089/meta. Acesso em: 04 jun. 2020.

SCHWAB, K. The fourth industrial revolution. New York: Crown Business, 2016.

SOUZA, T. L.; CARVALHO, T. Internet das coisas (IoT) em bibliotecas universitárias brasileiras: diagnóstico situacional. RBBD Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 13, p. 1136-1147, dez. 2017. Disponível em: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/902. Acesso em: 28 jul. 2019.

STACHOVÁ, K.; PAPULA, J.; STACHO, Z.; KOHNOVÁ, L. External Partnerships in Employee Education and Development as the Key to Facing Industry 4.0 Challenges. Sustainability 2019, 11, 345. Disponível em: https://www.mdpi.com/2071-1050/11/2/345#cite. Acesso em: 04 jan. 2020.

VIEIRA, D. V. Inovação em bibliotecas: considerações sobre a disponibilização de serviço de impressão 3D. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO, 27., 2017. Anais... Fortaleza: FEBAB, 2017. p. 1825-1830. Disponível em: https://rbbd.febab.org.br/rbbd/article/view/875. Acesso em: 28 jul. 2019.

WAPNER, C. Progress in the making: 3d printing policy considerations through the library lens. OITP Perspectives, n. 3, p. 1-21, 2015. Disponível em: http://www.ala.org/advocacy/sites/ala.org.advocacy/files/content/advleg/pp/pub/perspectives-3D_Library_Policy-ALA_OITP_Perspectives-2015Jan06.pdf. Acesso em: 28 jul. 2019.

ZOOM comunicação. Biblioteca na revolução 4.0: desafio ou oportunidade? Praxis Softwares Gerenciais, Belo Horizonte, 07 de fev. 2019. Disponível em: https://praxis.com.br/biblioteca-na-industria-4-0-desafio-ou-oportunidade/#:~:text=A%20quarta%20revolu%C3%A7%C3%A3o%20industrial%20define,intera%C3%A7%C3%A3o%20entre%20pessoas%20e%20tecnologias.&text=Os%20acervos%20on%2Dline%20ganharam,conversas%20e%20troca%20de%20conhecimento. Acesso em: 13 set. 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2020v25n2p430

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional