Articulação entre a competência em informação, a gestão de pessoas e a aprendizagem organizacional significativa: uma reflexão sobre novas condutas aplicáveis às bibliotecas públicas

Rafaela Carolina da Silva, Miriam Fernandes Jesus, Vania Cristina Pastri Gutierrez, Regina Célia Baptista Belluzzo, Daniela Pereira Reis

Resumo


Introdução: os bibliotecários, enquanto gestores da informação devem desenvolver a competência em informação ao entenderem que cada indivíduo é capaz de criar, adquirir e compartilhar conhecimento, o que infere nos valores econômicos e sociais da organização onde se inserem, à medida que essa se apropria de profissionais mais competentes no gerenciamento e execução de seus processos e atividades. Logo, entende-se que a competência em informação é parte integrante dos modelos de gestão de pessoas e da aprendizagem organizacional. 
Objetivo: compreender a relação da competência em informação, da gestão de pessoas e da aprendizagem organizacional no auxílio à atuação profissional em bibliotecas públicas. 
Metodologia: trata-se de uma pesquisa bibliográfica e explicativa, que se utilizou de uma abordagem qualitativa, do tipo descritiva.
Resultados: a gestão de pessoas para a aprendizagem significativa em bibliotecas públicas deve ir ao encontro do desenvolvimento de processos que promovam diferentes capacidades, que inclui: capacidade de reconhecer as necessidades de informação, de armazenar e recuperar a informação, de aplicar a informação para criar e comunicar conhecimento, de fazer uso eficaz e ético da informação e de localizar e avaliar a qualidade da informação. 
Conclusões: ao trabalhar com as capacidades interdisciplinares das três áreas destacadas por este estudo, os bibliotecários atuantes em bibliotecas públicas serão capazes de democratizar o acesso à informação, capacitando os usuários para o seu uso crítico, além de lhes proporcionar condições do exercício da cidadania.

Palavras-chave


Competência em informação; Gestão de pessoas; Aprendizagem organizacional; Bibliotecas públicas;

Texto completo:

PDF

Referências


AMERICAN LIBRARY ASSOCIATION. Presidential Committee on Information Literacy: final report. Chicago: ALA, 1989. Disponível em: . Acesso em: 08 set. 2018.

ANGELONI, M. T.; STEIL, A. V. Alinhamento de estratégias, aprendizagem e conhecimento organizacional. In: TARAPANOFF, K. Aprendizado organizacional: fundamentos e abordagens multidisciplinares. Curitiba: IBPEX, 2011. v. 1. p. 115-148.

ANTONELLO, C. S. A metamorfose da aprendizagem organizacional: uma revisão crítica. In: RUAS, R.; ANTONELLO, C. S.; BOFF, L. H. (Orgs.). Aprendizagem organizacional e competências. Porto Alegre: Artmed, 2005. p. 12-33.

ASSOCIATION OF COLLEGE AND RESEARCH LIBRARIES. Information literacy competency standards for higher education. Chicago: ALA/ACRL. 2000.

AUSUBEL, D. P. Aquisição e retenção de conhecimentos: uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Plátano, 2003.

BARRETO, A. M.; PARADELLA, M. D.; ASSIS, S. Bibliotecas públicas e telecentros: ambientes democráticos e alternativos para a inclusão social. Ciência da Informação, Brasília, v. 37, n. 1, abr. 2008. Disponível em: . Acesso em: 11 ago. 2018.

BELLUZZO, R. C. B. Competências e novas condutas de gestão: diferenciais de bibliotecas e sistemas de informação. In: VALENTIM, M. L. P. (Org.). Ambientes e fluxos de informação. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010. p. 23-54.

BELLUZZO, R. C. B. Construção de mapas: desenvolvendo competências em informação e comunicação. 2. ed. Bauru: Cá entre nós, 2007.

BELLUZZO, R. C. B.; FERES, G. F. Competência em informação, criatividade e inovação: uma experiência didática sob o enfoque de redes de conhecimento nas organizações. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 25., 2013. Anais... Florianópolis: FEBAB; ACB, 2013. Disponível em: . Acesso em: 18 set. 2018.

BELLUZZO, R.C.B.; KOBAYASHI, M. do C.; FERES, G. G. Information literacy: um indicador de competência para a formação permanente de professores na sociedade do conhecimento. Educação Temática Digital, Campinas, v. 6, n. 1, p. 81-99, dez. 2004.

BERNARDINO, M. C. R.; SUAIDEN, E. J. O papel social da biblioteca pública na interação entre informação e conhecimento no contexto da ciência da informação. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 16, n. 4, p. 29-41, out./dez. 2011. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2018.

CAMPELLO, B. Letramento informacional no Brasil: práticas educativas de bibliotecas escolares de ensino básico. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) - Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009. Disponível em: . Acesso em 02 ago. 2017.

CAPRIOLI, K. C.; ARAÚJO, B. F. Von B. A relação entre o comprometimento afetivo e as dimensões da Aprendizagem Organizacional. Revista Administração em Diálogo, São Paulo, v. 18, n. 3, p. 76-103, set./out./nov./dez. 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 set. 2018.

CATTS, R.; LAU, J. Towards information literacy indicators. Paris: UNESCO, 2008.

CATIVO, E. S. da S.; CATIVO, J.; SOUZA, A. J. de. Competências demandadas por bibliotecários na gestão de bibliotecas: uma revisão bibliográfica. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 27., 2017, Fortaleza. Anais... Fortaleza: FEBAB, 2017. Disponível em: . Acesso em: 09 set. 2019.

CHIAVENATO, I. Comportamento organizacional: a dinâmica do sucesso das organizações. 2. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

CHIAVENATO, I. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008.

DE LUCCA, D. M.; FIALHO, F. A. P.; VITORINO, E. V. Competência em informação e aprendizagem ao longo da vida nas organizações que aprendem. Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação, 11(3), 590-608, 2018. Disponível em: http://periodicos.unb.br/index.php/RICI/article/view/10373. Acesso em: 06 set. 2019.

DUDZIAK, E. A. A information literacy e o papel educacional das bibliotecas. 2001. 187f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação e Documentação) – Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001.

DUTRA, J. S. Competências: conceitos e instrumentos para a gestão de pessoas na empresa moderna. São Paulo: Atlas, 2004.

FISCHER, A. L.; DUTRA, J. S.; NAKATA, L. E.; RUAS, R. Absorção do conceito de competência em gestão de pessoas: a percepção dos profissionais e as orientações adotadas. In: DUTRA, J. S.; FLEURY, M. T. L.; RUAS, R. (org). Competências: conceitos, métodos e experiências. São Paulo: Atlas, 2008. p. 31-50.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOH, S. C.; RICHARDS, G. Benchmarking the learning capability of organisations. European Management Journal, v. 15, n. 5, p. 575-583, 1997.

GOMES, H. F. A biblioteca pública e os domínios da memória, da mediação e da identidade social. Perspectivas em Ciência da Informação, v. 19, número especial, p. 151-163, out./dez. 2014a. Disponível em: . Acesso em: 4 set. 2019.

GRAMIGNA, M. R. Modelo de competências e gestão de talentos. 2. ed. São Paulo: Pearson, 2007.

JANIUNAITE, B.; PETRAITE, M.; CIBULSKAS, G. Organizational Learning in profit and non-profit organizations: the perspective of innovative culture development. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON INTELLECTUAL CAPITAL, KNOWLEDGE MANAGEMENT & ORGANIZATIONAL LEARNING, 8. 2011. Anais… Bangkok: Bangkok University, 2011.

LE BOTERF, G. De la competence: essai sur un attracteur étrange. In: Les éditions d'organisations. Paris: Quatrième Tirage, 1995.

LESSA, B.; GOMES, H.F. A biblioteca pública como um empório de ideias: evidências do seu lugar na sociedade contemporânea. Informação & Sociedade, João Pessoa, v.27, n.1, p. 35-46, jan./abr. 2017.

LOPEZ, S. P., PÉON, J. M. M., ORDÁS, C. J. V. Organization Learning as a determining factor in business performance. The Learning Organization, Norway, v. 12, n. 3. p. 227-244, 2005.

MENESES PLACERES, G. La evaluación en la alfabetización informacional en el contexto de la educación superior: aproximación teórica. Biblios, n. 31, p. 1-11, 2008.

MOREIRA, M. A. Aprendizagem significativa crítica. 2000. p.1-24. Disponível em: https://www.if.ufrgs.br/~moreira/apsigcritport.pdf. Acesso em: 19 nov. 2018.

REZENDE, J. F. D. Sustentabilidade e gestão ambiental. Natal: Epifania, 2015.

SANTOS, C. A. dos. Competência em Informação na formação básica dos estudantes da educação profissional e tecnológica. 2017. 287f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília, 2017. Disponível em: . Acesso em 08 set. 2018.

SANTOS, V. C. B. Competência em informação na construção da inteligência competitiva nas organizações: o caso da empresa Mizumo. 177f. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília, 2014.

SCHEIN, E. H. Cultura organizacional e liderança. São Paulo: Atlas, 2009.

SCHON, D. A. Educando o profissional reflexivo: um novo design para o ensino e a aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SENGE, P.M. A quinta disciplina. 3.ed. Rio de Janeiro: Best Seller, 2004.

VERSIANI, A. F.; FISCHER, A. L. A aprendizagem organizacional como um campo específico de conhecimento no cenário dos estudos organizacionais. Revista Economia e Gestão da PUC Minas, Belo Horizonte, v. 8, n. 18, p. 11-31, 2008.

YAFUSHI, C. A. P. A competência em informação para a construção de conhecimento no processo decisório: estudo de caso na Duratex de Agudos (SP). 229f. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2020v25n2p178

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional