Redes Sociais como Lugares Enviesados de Memória: um discurso coletivo da paralização dos caminhoneiros de 2018

Denise Braga Sampaio, Izabel França de Lima, Maria Nilza Barbosa Rosa, Bernardina Maria Juvenal Freire de Oliveira

Resumo


Trata-se de pesquisa exploratória cujo objetivo principal é o de descortinar as relações existentes entre memória coletiva e redes sociais, em especial, o Instagram. Os objetivos específicos são verificar as fotografias relacionadas à paralisação dos caminhoneiros (ocorrida em maio 2018) no Instagram do jornal cearense O Povo Online, categorizar essas publicações segundo critérios de forma e conteúdo e verificar as ideias principais enunciadas nas legendas das fotografias das postagens mais curtidas pelos leitores. Para tal apreciação, toma por instrumentos da pesquisa o questionário semiestruturado e as matérias do O Povo Online referentes à paralisação. Os dados levantados no questionário foram sopesados pelo Discurso do Sujeito Coletivo e comparados com as publicações do jornal, tendo por resultado que as redes sociais são uma potencial ferramenta de rememoração, no entanto, limitadas graças à sua natureza dinâmica e fluida.


Palavras-chave


Memória coletiva. Redes sociais. Compartilhamento da informação. Greve.

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, H. Entre o passado e o futuro. 8. ed. São Paulo: Perspectiva, 2016.

BAUMAN, Z. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

BELO, F. Leitura da introdução sobre a verdade e a mentira em Nietzsche. In: BELO, F. Leituras de Aristóteles e de Nietzsche: a poética sobre a verdade e a mentira. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1994. p. 206-263.

BORGES, R. Greve dos caminhoneiros: como se formou o nó que levou à paralisação. El País, São Paulo, 26 maio 2018. Economia, Crise dos combustíveis no Brasil. Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/05/24/economia/1527177800_693499.html. Acesso em: 12 jul. 2018.

BOSI, A. Considerações sobre o tempo e a informação. In: SEMINÁRIO INTERNET, MENTE E SOCIEDADE, São Paulo, 1995. Anais [...]. São Paulo: IEA, 1995. Disponível em: http://www.iea.usp.br/publicacoes/textos/bosiinternet.pdf. Acesso em: 15 jul. 2018.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Projeto de Lei n. 528, de março de 2015.Cria a política de preços mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas. Brasília: Câmara dos Deputados, 5 mar. 2015. Disponível em: https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=9 55516. Acesso em: 12 jul. 2018.

BRASIL. Lei nº 7.783, de 28 de junho de 1989. Dispõe sobre o exercício do direito de greve, define as atividades essenciais, regula o atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, e dá outras providências. Brasília: Diário Oficial União, 28 jul. 1989. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L7783.htm. Acesso em: 12 jul. 2018.

BRASIL. Lei n. 12.619, de 30 de abril de 2012. Dispõe sobre o exercício da profissão de motorista; altera a Consolidação das Leis do Trabalho [...]. Brasília: Diário Oficial União, 30 abr. 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12619.htm. Acesso em: 12 jul. 2018.

BRASIL. Lei n. 13.103, de 2 de março de 2015. Dispõe sobre o exercício da profissão de motorista; altera a Consolidação das Leis do Trabalho [...]. Brasília: Diário Oficial União, 2 mar. 2012. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2015/lei/l13103.htm. Acesso em: 12 jul. 2018.

DEMO, P. Ambivalência da Sociedade da Informação. Ci. Inf., Brasília, v. 29, n. 2, p. 37-42, maio/ago., 2000. Disponível em http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/885. Acesso em: 16 jul. 2018.

ENTENDA a curta história do Instagram, comprado pelo Facebook. G1, São Paulo, 16 abr. 2012. Tecnologia e Games. Disponível em: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2012/04/entenda-curta-historia-doinstagram-comprado-pelo-facebook.html. Acesso em: 14 jul. 2018.

FERREIRA, P. A.; LUZ, C. R. M. da; MACIEL, I. M. S. As redes sociais como fonte de informação: uso do Whatsapp como ferramenta de apuração de notícias. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DA COMUNICAÇÃO, 38., 2015, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: INTERCOM, 2015. Disponível em: http://portalintercom.org.br/anais/nacional2015/resumos/R10- 3508-1.pdf. Acesso em: 11 jul. 2018.

FONTCUBERTA, J. A câmera de Pandora, A fografi@ depois da fotografía. São Paulo: Editora G. Gilli, 2012.

GASQUE, K. C. G. D. Internet, mídias sociais e as unidades de informação: foco no ensino-aprendizado. Brazilian Journal of Information Studies: Research Trends, v. 10, n. 2, p. 14-20, 2016. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/23391. Acesso em: 11 jul. 2018.

GREVE de caminhoneiros ou locaute de empresas. Pragmatismo Político, 24 maio 2018. Governo. Disponível em: https://www.pragmatismopolitico.com.br/2018/05/locaute-ou-greve-decaminhoneiros.html. Acesso em: 13 jul. 2018.

GREVEDOSCAMINHONEIROS chega aos Trending Topics do Twitter com apoio às manifestações. Diário do Centro do Mundo, 24 maio 2018. O essencial. Disponível em: https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/grevedoscaminhoneiroschega-aos-trending-topics-do-twitter-com-apoio-as-manifestacoes/. Acesso em 14 jul. 2018.

GREVE dos caminhoneiros rende 8,8 milhões de posts em redes sociais. Notícias ao minuto, 31 maio 2018. Tech ao minuto, Repercussão. Disponível em: https://www.noticiasaominuto.com.br/tech/600923/greve-doscaminhoneiros-rende-8-8-milhoes-de-posts-em-redes-sociais. Acesso em: 14 jul. 2018.

HALBWACHS, M. A Memória coletiva. São Paulo: Vértice/Revista dos Tribunais, 1990.

HOBSBAWN, E. J. A era das revoluções. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1977.

KESSEL, Z. Memória e memória coletiva. São Paulo: Museu da Pessoa, 2003 (Conteúdo para Portal).

LEFEVRE, F; LEFEVRE, A. M. C. Discurso do Sujeito Coletivo: representações sociais e intervenções comunicativas. Texto Contexto Enferm., Florianópolis, v. 23, n. 2, p. 502-507, abr./jun. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v23n2/pt_0104-0707-tce-23-02-00502.pdf. Acesso em: 17 jul. 2018.

LEFEVRE, F.; LEFEVRE, A. M. C. O discurso do sujeito coletivo: um novo enfoque em pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Educs, 2003. 255 p. (Coleção Diálogos).

LE GOFF, J. História e memória. Campinas: Editora Unicamp, 1990.

LUZ, A. L. L..; WOITOWICZ, K. J. Jornalismo nas Redes Sociais: Instagram e Facebook como Plataformas para Produção de Conteúdo Multimídia pelo Sítio Cultura Plural. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 40., 2017, Curitiba. Anais [...]. Curitiba: INTERCOM, 2017. Disponível em: http://portalintercom.org.br/anais/nacional2017/resumos/R12- 2289-1.pdf. Acesso em 14 jul. 2018.

MAGALHÃES, N. A. Memória, imagem e raízes da vida. Textos de História: Brasília, v. 12, n. 1-2, 2004. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/textos/article/view/27869. Acesso em 19 jul. 2018.

MANOLO. Caminhoneiros: o que ficou de fora da pauta. Passa palavra, 30 maio 2018. Noticiar, Brasil. Disponível em: http://passapalavra.info/2018/05/119973. Acesso em 13 jul. 2018. MARX, K. O capital: Crítica da Economia Política. [S.l.]: Boitempo, 1867. (Livro 1: o processo de produção do capital). (edição eletrônica). Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/marx/1867/capital/index.htm. Acesso em: 15 jul. 2018.

MOTA, C. V. Paralisação de caminhoneiros é um misto de greve e de locaute, diz sociólogo do trabalho. BBC Brasil, São Paulo, 25 maio 2018. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-44256413. Acesso em 14 jul. 2018.

MOTTA, L. F. Veja quem são os caminhoneiros, o que eles pedem e quem passa pelos bloqueios. O tempo, Belo Horizonte, MG, 24 maio 2018. Cidades, Entenda. Disponível em: https://www.otempo.com.br/cidades/veja-quems%C3%A3o-os-caminhoneiros-o-que-eles-pedem-e-quem-passa-pelosbloqueios-1.1835849. Acesso em: 13 jul. 2018.

MOURA, R. A cronologia da crise do diesel, do controle de preços de Dilma à greve dos caminhoneiros. BBC Brasil, Londres, UK, 24 maio 2018. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-44239437. Acesso em: 12 jul. 2018.

PIZA, M. V. O fenômeno Instagram: considerações sob a perspectiva tecnológica. 2012. 48 f. Monografia (Bacharelado em Ciências Sociais com habilitação em Sociologia) – Departamento de Sociologia, Universidade de Brasília, Brasília, 2012. Disponível em: http://bdm.unb.br/bitstream/10483/3243/1/2012_MarianaVassalloPiza.pdf. Acesso em: 11 jul. 2018.

PORTINARI, N. Entenda o movimento dos caminhoneiros, que faz 5º dia de paralisação. Folha de São Paulo, São Paulo, 25 maio 2018. Mercado. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/05/entenda-aparalisacao-dos-caminhoneiros-que-chega-ao-5o-dia.shtml. Acesso em: 12 jul. 2018




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2020v25n1p66

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional