Diagnóstico arquivístico: uma proposição metodológica a partir de instrumentos normativos de descrição arquivística

Leolíbia Luana Linden, Marisa Bräscher

Resumo


Introdução: Discorre sobre a importância e a necessidade de realização do diagnóstico arquivístico no que antecede qualquer intervenção arquivística no processo de gestão de documentos. Objetivo: Aborda conceitos e metodologias que a literatura da área tem utilizado na realização de diagnóstico arquivístico, a estrutura e os objetivos dos instrumentos normativos de descrição arquivística ISAD (G), ISAAR (CPF), ISDIAH e ISDF. Metodologia: Pesquisa bibliográfica que alinha as informações propostas pela literatura para desenvolvimento de diagnóstico arquivístico com a estrutura de elementos descritivos dos instrumentos normativos de descrição arquivística, buscando identificar os conceitos e metodologias utilizadas no desenvolvimento de diagnóstico arquivístico. Resultados: Considera os elementos descritivos que compõe os instrumentos normativos de descrição arquivística suficientes para elencar informações necessárias ao desenvolvimento do diagnóstico arquivístico. Propõe a metodologia descritiva para o desenvolvimento de diagnóstico arquivístico utilizando os instrumentos normativos de descrição arquivística: ISAD (G), ISAAR (CPF), ISDIAH e ISDF. Conclusões: Indica a importância de determinar os elementos informativos a partir de instrumentos já padronizados que possam gerar diagnósticos arquivísticos capazes de corresponder às soluções arquivísticas de acordo com as reais necessidades institucionais.

 


Palavras-chave


Diagnóstico arquivístico. Descrição arquivística. Instrumentos normativos de descrição arquivística. Normas de descrição arquivística

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2019v24n3p335

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional