Competência em informação no âmbito da comunidade LGBTQ: um levantamento das publicações científicas nacionais e internacionais

Selma Leticia Capinzaiki Ottonicar, Jean Fernandes Brito, Rafaela Carolina Silva, Everaldo Henrique dos Santos Barbosa, Cassia Regina Bassan de Moraes

Resumo


Introdução: A comunidade LGBTQ tem enfrentado dificuldades na sociedade contemporânea devido ao preconceito de alguns indivíduos. Atualmente, as leis de diversos países, bem como as políticas públicas têm sido direcionadas a esses grupos, para incluí-los em sociedade. O foco é garantir o direito aos seres humanos e o respeito às minorias, objetivando melhorar a qualidade de vida dessas pessoas. Perante tais reflexões, o problema de pesquisa buscou refletir as maneiras pelas quais a competência em informação pode contribuir para que a sociedade desenvolva o respeito à comunidade LGBT. Objetivos: O artigo objetiva demonstrar os modos pelos quais a literatura da Ciência da Informação tem tratado a temática, a fim de incluir a comunidade LGBTQ em suas pesquisas. Não obstante, objetiva-se demonstrar como a competência em informação pode contribuir para que a comunidade LGBTQ seja respeitada em sociedade. Metodologia: A metodologia envolve uma revisão sistemática da literatura na área da Ciência da Informação sobre a competência em informação e o movimento LGBTQ, a fim de identificar como o tema vem sendo tratado pela área. Resultados: Os temas são trabalhados de maneira tímida pela área, tanto em nível nacional quanto internacional. Além disso, desenvolveu-se um modelo de respeito ao LGBTQ por meio desta competência, a fim de ser aplicado em diversos contextos de modo a reduzir o preconceito com estas pessoas. Conclusões: Existe a necessidade de pesquisas mais aprofundadas sobre a temática. O uso da informação eficaz contribui para a compreensão do contexto dos LGBTQ e o respeito ao seu modo de vida.


Palavras-chave


Competência em Informação; Comunidade LGBTQ; Respeito à Diversidade; Interdisciplinaridade; Revisão Sistemática da Literatura

Texto completo:

PDF

Referências


ALLAN, K.; BURRIDGE, K. Forbidden Words: taboo and the censoring of language. Cambridge: University Press, 2006.

BARBERO, G. H. A psicanálise e os modernos movimentos de "afirmação homossexual". Psicologia: ciência e profissão, v. 19, n. 2 Brasília, 1999.

BEAL, A. Gestão estratégica da informação. São Paulo: Atlas, 2004.

BELLUZZO, R. C. B. Construção de mapas: desenvolvendo competências em informação e comunicação. Bauru: Autores Brasileiros, 2007.

BELLUZZO, R. C. B.; FERES, G. G. Competência em informação, redes de conhecimento e as metas educativas para 2021: reflexões e inter-relações. In: BELLUZZO, R. C. B; FERES, G. G.; VALENTIM, M. L. P. (Orgs.). Redes de conhecimento e competência em informação: interfaces da gestão, mediação e uso da informação/organização. Rio de Janeiro: Interciência, 2015. 414 p. p. 1-35.

BUNDY, A. Australian and New Zealand Information Literacy Framework: principles, standards and practice. 2004. Disponível em: http://archive.caul.edu.au/info-literacy/InfoLiteracyFramework.pdf. Acesso em: 18 jun. 2018.

DANIEL, M.; BAUDRY, A. Os homossexuais. Rio de Janeiro: Editora Arte Nova, 1977.

DRAKE, A. A.; BIELEFIELD, A. Equitable access: Information seeking behavior, information needs, and necessary library accommodations for transgender patrons. Library & Information Science Research, v. 39, n. 3, p. 160-168, 2017.

DUDZIAK, E. A. Information literacy: princípios, filosofia e prática. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 1, p. 23-35, jan./abr. 2003.

ELIASON, M. J.; ROBINSON, P.; BALSAM, K. Development of an LGB-specific health literacy scale. Health Communication, v. 33, n. 12, p. 1531-1538, 2018. DOI: 10.1080/10410236.2017.1372052.

FERNÁNDEZ-MARTOS, J. M.; VIDAL, M. Esclarecimentos fundamentais: nome, definição, tipos e normalidade. In: VIDAL, M.; GAFO, J.; FERNÁNDEZMARTOS, J. M.; LASSO, P.; RUIZ, G.; HIGUERA, G. Homossexualidade: ciência e consciência. São Paulo: Edições Loyola, 1985. p. 7-15.

FOUCAULT, M. História da sexualidade 1: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, 1999.

GOHN, M. da G. Abordagens teóricas no estudo dos movimentos sociais na América Latina. Caderno CRH, Salvador, v. 21, n. 54, p. 439-455, set./dez. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-49792008000300003&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 02 ago. 2018.

HAMMER, J. D. Coming-Out: Gay Males' Information Seeking. School Libraries Worldwide, v .9, n.2, p. 73-89, 2003.

HART, G.; MFAZO, N. Places for all? Cape Town's public library services to gays and lesbians. South African Journal of Libraries & Information Science, v. 76, n. 2, p. 81-90, 2010.

HOLTZMAN, L. Mining the invisible: teaching and learning media and diversity. American Behavioral Scientist, v. 48, n. 1, p. 108-118, 2004. Disponível em: http://journals.sagepub.com.ez87.periodicos.capes.gov.br/doi/pdf/10.1177/0002764204267256. Acesso em: 26 jul. 2018.

JUHASZ, A.; MA, M. Y. S. Lesbian Archives. Journal of Lesbian and Gay Studies, v. 17, n. 4, 2011. Disponível em: https://read.dukeupress.edu/glq/article-abstract/17/4/619/34787/LesbianArchives. Acesso em: 07 dez. 2018.

LAU, J. Diretrizes sobre desenvolvimento de habilidades de informação para a aprendizagem permanente. The Haague: IFLA, 2007. Disponível em: https://www.ifla.org/files/assets/information-literacy/publications/ifla-guidelinespt.pdf. Acesso em: 08 jul. 2018.

LEE, R. H. Reading and aids literacy in Allen Barnett's short fiction. Literature and Medicine, v. 31, n. 1, p. 142-173, 2013. Disponível em: http://muse-jhuedu.ez87.periodicos.capes.gov.br/article/523378. Acesso em: 27 jul. 2018.

MEHRA, B.; LEMIEUX III, P. A.; BURWELL, C.; HIXSON, T.; PARTEE II, R. P.; STOPHEL, K.; WOOD, N. E. Expanding LIS education in the US department of state’s diplomacy lab program: GIS and LGBTI advocacy in Africa and Latin America. Journal of Education for Library and Information Science, v. 59, n. 3, p. 4-16, 2018.

OTTONICAR, S. L. C. Análise teórico-descritiva da competência em informação de gestores como fator de competitividade das indústrias de eletroeletrônicos da cidade de Garça/SP. 2016. 271 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília, 2016.

OTTONICAR, S. L. C., FERES, G. G. Information Literacy in Brazil. In: KURBANOGLU, S., ŠPIRANEC, S.; GRASSIAN, E.; MIZRACHI, D.; CATTS, R. (Eds.) Information Literacy. Lifelong Learning and Digital Citizenship in the 21st Century. ECIL 2014. Communications in Computer and Information Science, v. 492. Springer, Cham, 2014.

PINHO, F. A. Aspectos éticos em representação do conhecimento em temáticas relativas à homossexualidade masculina: uma análise da precisão em linguagens de indexação brasileiras. 2010. 149 f. Tese (Doutorado em Ciência da Informação) – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, Marília, 2010. Disponível em: https://www.marilia.unesp.br/Home/PosGraduacao/CienciadaInformacao/Dissertacoes/pinho_fa_do_mar.pdf. Acesso em: 22. ago. 2018

REIS, M. K. S.; CARVALHO, M. M.; MUNIZ, E. M. de P. T. “Information Literacy” ou Competência em informação como elemento promotor do desenvolvimento do capital intelectual. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA, DOCUMENTAÇÃO E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO, 24., 2011. Anais... Alagoas: Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, 2011. Disponível em: https://www.passeidireto.com/arquivo/32511805/informationliteracy-ou-competncia-em-informaocomo-. Acesso em: 15 jul. 2018.

RIGHETTO, G. G. Competência em informação de minorias sociais: pessoas transexuais da região de Florianópolis, Santa Catarina. 2018. 353 f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/186804/PCIN0174-D.pdf?sequence=-1&isAllowed=y. Acesso em: 15 jul. 2018.

ROTHBAUER, P. M. “People aren’t afraid anymore, but it’s hard to find books": reading practices that inform the personal and social identities of self-identified lesbian and queer young women. In: PROCEEDINGS OF THE ANNUAL CONFERENCE CAIS / ACTES DU CONGRÈS ANNUEL DE L'ACSI, 2004.

SANTOS, R. N. R. dos; TARGINO, M. das G.; FREIRE, I. M. A temática diversidade sexual na Ciência da Informação: a perspectiva da responsabilidade social. Rebecin: Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, v. 4, n. 1, p. 114-135, jan./jun. 2017. Disponível em: http://abecin.org.br/portalderevistas/index.php/rebecin/article/view/57/pdf. Acesso em: 24 jul. 2018.

SERAFIM, L. A.; FREIRE, G. H. de A. Ação de responsabilidade social para competências em informação. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 17, n. 3, p. 155-173, jul./set. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pci/v17n3/a11v17n3.pdf. Acesso em: 17 jul. 2018.

SILVA, R. C.; OTTONICAR, S. L. C.; YAFUSHI, C. P. A competência em informação e midiática voltada à cidadania: o uso da informação governamental para a participação na democracia. Revista Digital de Biblioteconomia e de Ciência da Informação, v. 15, n. 3, p. 604-628, set./dez. 2017.

SILVA, A. L.; SANTOS, S. M. M. "O sol não nasce para todos": uma análise do direito à cidade para os segmentos LGBT. SER Social, Brasília, v. 17, n. 37, p. 498-516, jun./dez. 2015.

SHANNON, B. Comprehensive for who? Neoliberal directives in Australian ‘comprehensive’ sexuality education and the erasure of GLBTIQ identity. Sex Education, v. 16, n. 6, p. 573-585, 2016. DOI: 10.1080/14681811.2016.1141090

SPENCER, C. Homossexualidade: uma história. Rio de Janeiro: Editora Record, 1996.

WOODLAND, R. "I plan to be a 10": Online literacy and lesbian, gay, bisexual, and transgender students. Computers and composition, v. 16, n. 1, p. 73-87, 1999. Disponível em: https://ac-elscdn.ez87.periodicos.capes.gov.br/S8755461599800061/1-s2.0-S8755461599800061-main.pdf?_tid=0218a77a-d7ae-45bd-b9baa144a3cf9d99&acdnat=1532741490_098f8983f982da99a1f2396e291136ce. Acesso em: 27 jul. 2018.

YOUNG, I.; FLOWERS, P.; McDAID, L. M. Key factors in the acceptability of treatment as prevention (TasP) in Scotland: a qualitative study with communities affected by HIV. Sexual Transmitted Infections, v. 91, n. 4, p. 269-74, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2019v24n1p484

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional