A utilização da recuperação da informação nas teses da base de teses e dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT

Adilson Luiz Pinto, Cléber da Silva André, Ana Cristina de Albuquerque

Resumo


Introdução: Na atual conjuntura da sociedade a informação adquiriu grande valor, levando a necessidade de ferramentas que permitam a recuperação de informações relevantes a todo tipo de usuário. Considerando os Sistemas de Recuperação da Informação no meio acadêmico e sua importância na busca eficiente e eficaz de informações relevantes, questiona-se como averiguar a utilização nas teses doutorais? Objetivo: O artigo apresenta como Objetivo Geral a análise da incidência dos termos Recuperação de Informação nas teses encontradas na Base de Teses e Dissertações do IBICT. No decorrer da pesquisa conceituam-se alguns modelos e técnicas de Recuperação da Informação como forma demonstrar aplicações e teorias citadas nas teses que fazem parte do corpus da pesquisa. Metodologia: A pesquisa, quanto aos objetivos, apresenta caráter descritivo e exploratório, e documental quanto aos seus procedimentos. Também são abordados conceitos de estudos métricos da informação para verificar a incidência dos termos de Recuperação da Informação nos títulos, resumos e palavras-chave das teses para chegar aos objetivos propostos. Resultados: Com os dados levantados, apresenta-se a relação entre a citação do termo Recuperação nos títulos e palavras-chave e resumos. Conclusões: Com os resultados alcançados verifica-se a grande incidência de termos relacionados à Recuperação da Informação nas teses doutorais, reforçando sua aplicabilidade acadêmica e sua pluralidade teórica.

 


Palavras-chave


Recuperação da Informação. Análise de Teses. Análise de dados.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2018v23n3p390



  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional