Organização e acesso à informação no ambiente universitário

Maria Leandra Bizello

Resumo


Introdução: Este trabalho objetiva discutir a Lei de Acesso à Informação no âmbito das universidades e de maneira mais pontual a implantação da LAI na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” - UNESP. Objetivo: Faz um estudo da importância da gestão de documentos para a organização e representação da informação nas universidades. Metodologia: A metodologia utilizada foi a da pesquisa bibliográfica em um primeiro momento uma vez que a discussão sobre a lei de acesso à informação é relativamente nova. Exploramos o tema de maneira qualitativa e objetivamos discuti-lo na UNESP sem deixar de cotejar de maneira geral a universidade como instituição. Resultados: Assim o trabalho apresenta resultados iniciais cruzando a discussão bibliográfica e a pesquisa de caráter observacional. Conclusões: A Lei de Acesso à Informação impulsionou uma maior visibilidade aos arquivos universitários, no caso o da UNESP, sendo que a organização arquivística e a construção de instrumentos de avaliação documental proporcionaram as bases para a operacionalização de sistemas mais integrados além de dar maior subsídio ao Serviço de Informação ao Cidadão.


Palavras-chave


Lei de Acesso à informação; Gestão de Documentos; Arquivo; Universidade; Avaliação de Documentos

Texto completo:

PDF

Referências


BIZELLO, M. L. Arquivo, Informação e Gestão de Documentos nas Universidades. In: SILVA, M.C.S. de M. e Oliveira, L.M.V. (Org.). Lei de acesso à informação: Impacto e limites nos arquivos de ciência e tecnologia. Rio de Janeiro: Museu de Astronomia e Ciências Afins, 2014. p.7591.

BRASIL. Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011. Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art.5º, no inciso II do § 3º do art. 37 e no §2º do art. 216 da Constituição Federal; altera a Lei nº 8.112, de 11 de novembro de 1990; revoga a Lei nº 11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei nº 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato20112014/2011/lei/l12527.htm>. Acesso em: 10 abr. 2015.

JARDIM, J. M. A lei de acesso à informação pública: dimensões políticoinformacionais. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, Brasília, vol. 5, n.1, 2012. Disponível em: http://inseer.ibict.br/ancib/index.php/tpbci/article/view/68/110>. Acesso em: 19 fev. 2015.

SÃO PAULO (Estado). Decreto nº 58.052, de 16 de maio de 2012. Regulamenta a Lei federal nº 12.527, de 18 de novembro de 2011, que regula o acesso a informações, e dá outras providências correlatas. Disponível em: http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/decreto/2012/decreto-5805216.05.2012.htm>. Acesso em: 10 abr. 2015.

SMIT, J. W.; LATTOUF, R. Os documentos da pesquisa científica na ótica da Lei de Acesso à Informação: algumas propostas e alguns desafios. In: SILVA, M.C.S. de M. e OLIVEIRA, L.M.V. (Org.). Lei de acesso à informação: Impacto e limites nos arquivos de ciência e tecnologia. Rio de Janeiro: Museu de Astronomia e Ciências Afins, 2014. p.115-143.

TROITIÑO, S. (coord.). Plano de classificação e tabela de temporalidade de documentos da UNESP: atividades-meio. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2017v22n2p497

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional