Perfil e lugar dos arquivos privados institucionais em entidades custodiadoras cariocas

Gabriela Ayres Ferreira Terrada, Vitor Manoel Marques da Fonseca

Resumo


Introdução: A ausência de reflexão na área arquivística sobre arquivos privados de entidades coletivas impõe do estudo de “seu lugar” no atual contexto brasileiro e nas entidades de guarda e preservação da memória nacional. Objetivo: Investigar o perfil e o lugar dos arquivos privados de entidades coletivas em entidades custodiadoras de acervo arquivístico da cidade do Rio de Janeiro. Metodologia: Pesquisa exploratória e descritiva sobre o perfil e o lugar desses arquivos com base nas instituições cariocas presentes no Cadastro Nacional de Entidades Custodiadoras de Acervos Arquivísticos com sites e guias online, para quantificar e identificar os arquivos privados de entidades coletivas custodiados. Resultados: Análise dos arquivos de entidades coletivas privadas custodiados face ao número de arquivos privados pessoais, as características que possuem e a sua categorização em termos temáticos e de atividades desempenhadas por seus produtores. Conclusões: Fraca presença de arquivos de entidades coletivas privadas nas instituições de memória cariocas, inexistência de políticas de aquisição para esse tipo de acervos e risco de graves lacunas no patrimônio documental nacional. 


Palavras-chave


Arquivos Privados. Arquivos privados de entidades coletivas. Arquivo permanente. Patrimônio documental.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2019v24n1p383

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional