O acesso à informação pública no contexto mundial: um panorama preliminar segundo a Classificação Global de Direito à Informação

Thiago Gomes Eirão, Fernando César Lima Leite

Resumo


Introdução: Criado em 2011 pelo Centre for Law and Democracy, o Global Right to Information Rating é um ranking que se baseia em sete aspectos: direito de acesso, escopo, procedimento de requisição, exceções e recusas, apelações, sanções e proteções, medidas de promoção, para classificar o acesso à informação no contexto mundial. Objetivo: Estudar a questão do acesso à informação pública a partir dos dados quantitativos disponíveis no Global Right to Information Rating. Metodologia: Estudo descritivo dos sete aspectos estruturantes da metodologia do Global Right to Information Rating para analisar os relacionamentos entre países quanto ao acesso à informação. Resultados: Os dados coletados demonstram que já existe um número significativo de leis de acesso à informação, consequentemente, o tema já se encontra presente em todos os continentes e em vários países. Há uma relativa diferença de pontuação dos países dentro de cada continente evidenciando uma ausência de diálogo entre nações vizinhas. A distribuição de pontuação não é homogênea em países desenvolvidos ou em desenvolvimento. Conclusões: Um maior acesso à informação pública não está diretamente ligado ao fato de um país apresentar altos índices de desenvolvimento humano – IDH. Países com índices de desenvolvimento humano inferiores alcançaram classificação melhor, quanto ao acesso à informação, em relação aos países com índices de desenvolvimento superiores.


Palavras-chave


Acesso à informação. Direito à informação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2018v23n2p236

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional