Métodos Ágeis Sob a Ótica da Informação

Eder Junior Alves, Carlos Alberto Gonçalves, Marcello Peixoto Bax

Resumo


Introdução: Desde que Paul M. G. Otlet evidenciou o termo documentação em 1934, propondo como coletar e organizar o conhecimento do mundo, muitas pesquisas científicas direcionaram observações para o estudo da Ciência da Informação. Métodos e técnicas surgiram com uma visão de mundo sob o prisma da informação. Os métodos ágeis seguem esta tendência. 

Objetivo: O propósito é analisar a relevância do fluxo de informação para as organizações que adotam os métodos ágeis, entendendo como a inovação de processo recebe influência desta prática. 

Metodologia: Trata-se de um estudo bibliométrico com fundamentos da Revisão Sistemática de Literatura (RSL). A integração entre a técnica RSL interagindo com a ferramenta Summarize é uma nova proposta metodológica. 

Resultados: O método ágil Scrum aparece com maior número de publicações no SPELL. Em comparação, os resultados das publicações do Google Scholar apontaram para a importância das práticas e comportamentos das equipes. No repositório DirectScience, fatores críticos de sucesso em gerenciamento de projetos e desenvolvimento de software aparecem em destaque. 

Conclusões: Ficou evidente que os métodos ágeis estão sendo utilizados como inovações de processos. Os benefícios e vantagens evidenciam-se com o maior fluxo de informações interno e externo, entre equipes e o cliente. Por sua prevalência na literatura, o Scrum merece atenção por parte das firmas.


Palavras-chave


Métodos ágeis; Inovação de processo; Fluxo de informação; Revisão sistemática de literatura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2017v22n3p178

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional