Interdisciplinaridade e formação do bibliotecário para atuação em Bibliotecas Escolares

Sabrina Martins, Cezar Karpinski

Resumo


Introdução: Desde a publicação do Manifesto, no ano de 1999, e das Diretrizes para Bibliotecas Escolares, em 2005, ambas da IFLA/UNESCO, o bibliotecário passa a ocupar uma posição primordial no processo educativo da escola. Desta forma, o bibliotecário deve dispor suas habilidades e competências informativas ao aprendizado do aluno, no processo de aprender a aprender e de transformar a informação em conhecimento.

Objetivo: Fomentar a reflexão sobre a singularidade pedagógica da BE e se o perfil atual do bibliotecário atende essas especificidades.

Metodologia: Pesquisa bibliográfica e análise comparativa de documentos norteadores da formação de bibliotecários e Bibliotecas Escolares.

Resultados: Discussão sobre as funções pedagógicas da Biblioteca Escolar e do bibliotecário dentro da instituição de ensino e proposições de possibilidades interdisciplinares entre as áreas da Ciência da Informação e Educação.

Conclusões: Interdisciplinaridade como possibilidade eficiente na formação dos profissionais de educação e da informação para se efetivar o papel da Biblioteca Escolar. Por meio de um programa pedagógico dialógico entre educadores e bibliotecários, a biblioteca atua como espaço de integração entre informação e conhecimento, promovendo sua função de desenvolver a imaginação e a cidadania dos seus usuários.


Palavras-chave


Bibliotecas escolares, Formação profissional, Análise comparativa, Competências profissionais, Interdisciplinaridade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2018v23n1p424

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional