Maturidade em gestão do conhecimento: análise das percepções dos gestores de uma grande empresa de construção civil

Carlos Henrique Cotta Natale, Jorge Tadeu Ramos Neves, Rodrigo Baroni Carvalho

Resumo


Introdução: A partir da aplicação de um modelo de maturidade em Gestão do Conhecimento (GC), uma empresa pode ser capaz de identificar práticas de GC que podem ser melhoradas e, ou, implantadas.

Objetivo: O objetivo é identificar a percepção dos gestores em relação à maturidade das práticas de gestão do conhecimento em uma grande empresa de construção civil.

Metodologia: Trata-se de uma pesquisa descritiva qualitativa conduzida em duas etapas com o grupo dos 15 principais gestores (alta administração) por meio de uma entrevista e questionário semiestruturado (100 questões e 6 níveis) lastreado no modelo de maturidade Strategic Knowledge Management Maturity Model (KRUGER; SNYMAN, 2007) 

Resultados: Constatou-se que a empresa está no estágio inicial de GC. O modelo S-KMMM permitiu identificar iniciativas departamentais isoladas e processos de GC que podem ser implantados e, ou, aprimorados.

Conclusões: Observou-se que a aplicação do modelo de maturidade em gestão do conhecimento foi útil para que os gestores da empresa reconhecessem que as práticas de GC correntes são realizadas de maneira isolada, intuitiva e informal. A aplicação do modelo S-KMMM se mostrou válida para avaliação sistemática e alinhamento estratégico das iniciativas organizacionais de GC.

Palavras-chave


Modelos de maturidade em gestão do conhecimento; Gestão do conhecimento; Mensuração do conhecimento; Construção civil

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2016v21n1p375

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional