Maturidade em gestão do conhecimento: análise das percepções dos gestores de uma grande empresa de construção civil

Carlos Henrique Cotta Natale, Jorge Tadeu Ramos Neves, Rodrigo Baroni Carvalho

Resumo


Introdução: A partir da aplicação de um modelo de maturidade em Gestão do Conhecimento (GC), uma empresa pode ser capaz de identificar práticas de GC que podem ser melhoradas e, ou, implantadas.

Objetivo: O objetivo é identificar a percepção dos gestores em relação à maturidade das práticas de gestão do conhecimento em uma grande empresa de construção civil.

Metodologia: Trata-se de uma pesquisa descritiva qualitativa conduzida em duas etapas com o grupo dos 15 principais gestores (alta administração) por meio de uma entrevista e questionário semiestruturado (100 questões e 6 níveis) lastreado no modelo de maturidade Strategic Knowledge Management Maturity Model (KRUGER; SNYMAN, 2007) 

Resultados: Constatou-se que a empresa está no estágio inicial de GC. O modelo S-KMMM permitiu identificar iniciativas departamentais isoladas e processos de GC que podem ser implantados e, ou, aprimorados.

Conclusões: Observou-se que a aplicação do modelo de maturidade em gestão do conhecimento foi útil para que os gestores da empresa reconhecessem que as práticas de GC correntes são realizadas de maneira isolada, intuitiva e informal. A aplicação do modelo S-KMMM se mostrou válida para avaliação sistemática e alinhamento estratégico das iniciativas organizacionais de GC.

Palavras-chave


Modelos de Maturidade em Gestão do Conhecimento; Gestão do Conhecimento; Mensuração do Conhecimento; Construção Civil

Texto completo:

PDF

Referências


ARAZY, O.; GELLATLY, I. R. Corporate Wikis: The Effects of Owners’ Motivation and Behavior on Group Members' Engagement. Journal of Management Information Systems, Armonk, v. 29, n. 3, p. 87-116, jan. 2012.

AUGUSTO, Rafael. Knowledge management maturity model the case study of a portuguese technology. 2012. 44 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Corporativa) - ISEG - School of Economics and Management, Lisboa, 2012.

BASKERVILLE, Richard; DULIPOVICI, Alina. The theoretical foundations of knowledge management. Knowledge Management Research & Practice, Basingstoke, v. 4, n. 2, p. 83-105, 2006.

CAMPOS, Claudinei José Gomes. Método de análise de conteúdo: ferramenta para a análise de dados qualitativos no campo da saúde. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 57, n. 5, p. 611-614, 2004.

CHOI, Sue Young; LEE, Heeseok; YOO, Youngjin. The impact of information technology and transactive memory systems on knowledge sharing, application, and team performance: a field study. MIS Quarterly, Minneapolis, v. 34, n. 4, p. 855-870, 2010.

COSTA, Cleyverson P.; MOURA, Hermano P. de; LUNA, Alexandre J. H. de O. Modelos de maturidade de gestão do conhecimento: uma análise comparativa. Knowledge Creation Diffusion Utilization, p.1-8, 2009.

CUESTA, Juan Carlos Zulueta. Los elementos de gestión del conocimiento en la transferencia de tecnologías de la universidad a la empresa. Contribuciones a las ciencias sociales, [S. l.], p. 1-12, maio 2011.

DALKIR, Kimiz. Knowledge management in theory and practice. Boston: Elsevier, 2005.

DAVENPORT, Thomas H. Ecologia da informação: porque só a tecnologia não basta para o sucesso na era da informação. São Paulo: Futura, 1998.

EHMS, Karsten; LANGEN, Manfred. Holistic development of knowledge management with knowledge management maturity model. 2002. Disponível em: http://www.kmmm.org>. Acesso em: 8 dez. 2014.

FONTANILLAS, Carlos Navarro; CRUZ, Eduardo Picanço; GONÇALVES, Jaqueline Pimentel de Souza. A gestão do conhecimento e os processos de informações nas organizações: estudo de caso em uma empresa off shore. Sustainable Business International Journal, [S. l.], n. 18, p. 1-28, 2012.

GONÇALO, Cláudio Reis; JUNGES, Fabio Miguel; BORGES, Maria de Lourdes. Avaliação da gestão do conhecimento: modelos de mensuração. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 30., 2010, São Carlos. Anais... São Carlos: ABEPRO, 2010. p.15.

JUMO, Innocent. Knowledge Management Maturity Assessment in the Roads Engineering Environment. In: CONFERENCE ON ASPHALT PAVEMENTS FOR SOUTHERN AFRICA. 10., 2011, KwaZulu-Natal. Anais... Pretoria: [s. n.], 2011.

KHATIBIAN, Neda; HASAN, Tahmoores; JAFARI, Hasan Abedi. Measurement of knowledge management maturity level within organizations. Business Strategy Series, United Kingdom, v. 11, n.1, p. 54-70, 2010.

KRUGER, Cornelius Johannes; SNYMAN, Maria Magdalena Margaretha. Formulation of a strategic knowledge management maturity model. SA Journal of Information Management, Johannesburg, v. 7, n. 2, p. 1142-1153, 2007a.

KRUGER, Cornelius Johannes; SNYMAN, Maria Magdalena Margaretha. Guidelines for assessing the knowledge management maturity of organizations. SA Journal of Information Management, Johannesburg, v. 9, n. 3, p. 1-12, 2007b.

KRUGER, Cornelius Johannes; JOHNSON, R. D. Assessment of knowledge management growth: a South Africa perspective. Aslib Proceedings, London, v. 61, n. 6, p. 542–564, 2009.

KRUGER, Cornelius Johannes; JOHNSON, R. D. Knowledge management maturity according to organizational size: a south african perspective. In: EUROPEAN CONFERENCE ON INFORMATION SYSTEMS,18., 2010, Pretoria. Anais... Pretoria, 2010.

KURIAKOSE, K.K. et al. Knowledge management maturity models: a morphological analysis. Journal of Knowledge Management Practice, Kalpakkam, v. 11, n. 3, p. 1-10, 2010.

MANLY, Bryan F. Métodos estatísticos multivariados: uma introdução. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2008.

NEVES, José Luis. Pesquisa qualitativa: características, usos e possibilidades. Caderno de Pesquisas em Administração, São Paulo, v. 1, n. 3, p. 1-5, 1996.

OLIVEIRA, Mírian et al. Proposta de um modelo de maturidade para Gestão do Conhecimento: KM3. Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão, Rio de Janeiro, p. 11-24, 2011.

PEE, L. G.; KANKANHALLI, Atreyi. A model of organizational knowledge management maturity based on people, process, and technology. Journal of Information & Knowledge Management, United Kingdom, v. 8, n. 2, p. 79-99, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2016v21n1p375

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional