Comportamento de busca de informação dos estudantes de graduação: contribuição para a pesquisa científica na Universidade Eduardo Mondlane de Moçambique

Ilídio Lobato Ernesto Manhique, Aida Varela Varela

Resumo


Introdução: A pesquisa apresenta os resultados da dissertação de Mestrado em Ciência da Informação versando sobre o comportamento informacional, uma temática recorrente nas pesquisas da área, sobretudo, com o advento do que se convencionou chamar sociedade da informação.

Objetivo: Identificar e analisar os canais de informação utilizados pelos estudantes de graduação da Universidade Eduardo Mondlane de Moçambique (UEM), incluindo os fatores que influenciam a busca e avaliação da informação para a satisfação das necessidades ligadas à pesquisa científica.

Metodologia: Pesquisa de caráter descritivo, cuja coleta de dados foi através da aplicação de questionários aos estudantes, que alguma vez tivessem participado do programa de formação de usuários da Biblioteca Central da UEM.

Resultados: Demonstram que os estudantes não adotam estratégias sistemáticas e precisas de busca de informação, optando por ações impulsivas que não seguem um planejamento claro e objetivo.

Conclusões: Apesar do discurso sobre o papel transformador das tecnologias, os estudantes utilizam a biblioteca tradicional como principal recurso de informação durante o processo de pesquisa científica.


Palavras-chave


Comportamento Informacional; Estudantes; Necessidades Informacionais

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA JÚNIOR, Oswaldo Francisco de. Mediação da informação e múltiplas linguagens. Tendências da Pesquisa Brasileira em Ciência da Informação, Brasília, v.2, n.1, p.89-103, jan./dez. 2009.

BAPTISTA, Sofia Galvão; CUNHA, Murilo Bastos da. Estudo de usuários: visão global dos métodos de coleta de dados. Perspectiva em Ciências da Informação, Belo Horizonte, v.12, n. 2, p.168-185, 2007.

BELKIN, Nicholas J.; ODDY, Robert N.; BROOKS, Helen M. ASK for information retrieval. The Journal of Documentation, London, v. 38, n. 2, p.61-71, jun. 1982.

CAPURRO, Rafael. Epistemología y ciencia de la información. Enlace, Maracaibo, v. 4, n. 1, p. 11-29, 2007.

DAVALLON, Jean. La médiation: la communication en procès? Médiations & Médiateurs, v. 19, 2003.

DERVIN, Brenda; NILAN, Michael. Information needs and uses. Annual Review of Information Science and Technology, New York, v. 21, p. 3-33, 1986.

DUDZIAK, Elisabeth Adriana. Information literacy: princípios, filosofia e prática. Ciência da Informação, Brasília, v. 32, n. 1, p. 23-35, jan./abr. 2003.

GASQUE, Kelley Cristine Gonçalves Dias. Pesquisas na pós-graduação: o uso do pensamento reflexivo no letramento informacional. Ciência da Informação, Brasília, v. 40 n. 1, p. 22-37, jan./abr. 2011

GASQUE, Kelley Cristine Gonçalves Dias; COSTA, Sely Maria de Souza. Evolução teórico-metodológica dos estudos de comportamento informacional dos usuários. Ciência da Informação, Brasília, v. 39, n. 1, p. 21-32, jan./abr. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ci/v39n1/v39n1a02.pdf>. Acesso em: 15 out. 2012.

INGWERSEN, Peter. Cognitive perspectives of information retrieval. Journal of Documentation, London, v. 52, n. 1, p. 3-50, 1996.

KUHLTHAU, Carol C. Inside the search process: information seeking from the user’s perspective. Journal of the American Society for Information Science, New York, v. 42, n. 5, p. 361-371, 1991.

KUHLTHAU, Carol C. From Information to meaning: confronting challenges of theTwenty-fi rst century. Libri, Trujillo, v. 58, p. 66-73, 2008.

LANCASTER, F. W. Avaliação de serviços de bibliotecas. Tradução António Agenor Briquet de Lemos. Brasília: Briquet de Lemos, 1996.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 7. ed. São Paulo: HUCITEC; Rio de Janeiro: ABRASCO. 2010.

MOÇAMBIQUE. Resolução n. 28/2000, de 12 de dezembro de 2000. Aprova a política de informática. Boletim da República [de Moçambique], Maputo, n. 49, 1ª S., 3º Supl.

PETTIGREW, Karen E.; FIDEL, Raya; BRUCE, Harry. Conceptual frameworks in information behavior. Annual Review of Information Science and Technology, New York, v. 35, p. 43-78, 2001.

SHANNON, Claude; WEAVER, Warren. The mathematical theory of communication. Urbana: University of Illinois Press, 1949.

VYGOTSKY, Lev S. Interaction between learning and development. In: ______. Mind and society. Cambridge: Harvard University Press, 1978. p. 79-91.

WARSCHAUER, Mark. Tecnology and social inclusion: rethinking the digital divide. Cambridge: The MIT Press, 2003.

WERSIG, Gernot; NEVELING, U. The phenomena of interest to Information Science. Information Scientist, London, v.9, n.4, p.127140, 1975.

WILSON, Thomas D. Models in information behaviour research. Journal of Documentation, London, v.55, n.3, p. 249-270, June 1999.

WILSON, Thomas D. Human information behaviour. Informing Science, Santa Rosa, v. 3, n. 2, p. 49-56, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2016v21n1p283

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional