Gestão do conhecimento e capital social: as redes e sua importância para as empresas.

Antonio Braz de Oliveira e Silva, Marta Araújo Tavares Ferreira

Resumo


O artigo destaca os principais aspectos do conceito de capital social, sua relação com as redes sociais e sua importância para a criação de conhecimento nas empresas. A Análise de Redes Sociais (ARS) estuda as ligações relacionais entre atores sociais. Estes podem ser tanto pessoas, departamentos dentro de uma organização ou empresas de uma região. Os laços entre eles podem ser, por exemplo, amizade, informações sobre produção ou o fornecimento de bens, respectivamente. Parte-se do pressuposto que, nas empresas, as ações dos indivíduos não são autônomas, mas dependem das relações sociais e das rotinas existentes. Por sua vez, a ação das próprias empresas depende de suas redes com outras empresas. Essas redes fazem parte do capital social empresarial, pois mesmo o capital social dos indivíduos pode ser administrado em favor da organização. Observa-se um crescimento da literatura sobre o uso da ARS na pesquisa sobre informação e conhecimento nas empresas. No entanto, a pesquisa em gestão do conhecimento, embora destaque os aspectos relacionados à troca de conhecimento entre indivíduos e ao capital intangível, não utiliza, em geral, o conceito de capital social. A aproximação das análises de gestão do conhecimento com esse conceito seria vantajosa para o avanço da área.

Palavras-chave


capital social; redes sociais; gestão do conhecimento; teoria da firma

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2007v12n1espp125

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional