Automação de Unidades de Informação Arquivística: o Modelo Alternativo do Software Livre.

João Tiago Jesus Santos, Lídia Maria Batista Brandão Toutain

Resumo


O artigo estabelece uma discussão no âmbito dos softwares de gestão arquivística de documentos. Estudos anteriores revelam um considerável leque de produtos dessa categoria; contudo, o universo contemplado nessas análises é predominantemente de software proprietário. Diante disso, este estudo visa investigar a existência de softwares livres destinados à gestão de documentos, a fim de apresentar e discutir um modelo alternativo para essa situação de dependência econômica e tecnológica. Além disso, analisam-se os softwares livres sob a luz da teoria arquivística, considerando as características de tratamento documental preconizadas pela Arquivologia; isto é necessário para subsidiar o processo de avaliação do grau de viabilidade (inclusive características ergonômicas, tecnológicas e gerenciais) das ferramentas de software livre. Os resultados revelam, principalmente, um cenário onde se destacam iniciativas internacionais. Na esfera nacional, por outro lado, observam-se pouquíssimos projetos open source nesse domínio; contudo, parece haver uma tendência de crescimento de tais iniciativas no País.

Palavras-chave


Arquivologia, Software; Gestão de Documentos; Software Livre

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1981-8920.2007v12n2p168

  

Inf. Inf.

ISSN: 1981-8920 (versão somente online)

DOI: 10.5433/1981-8920

e-mail: infoeinfo@uel.br



Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional